Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nuri al-Maliki quer destituir vice-primeiro-ministro iraquiano

O chefe de governo iraquiano, Nuri al-Maliki, pediu neste domingo ao Parlamento que retire a confiança do vice-primeiro-ministro Saleh Mutlak, do partido Al Iraqiya, que o chamou na televisão de “ditador pior que Saddam Hussein”.

Atualmente existe uma forte disputa entre o primeiro-ministro e o bloco Al Iraqiya, que no sábado suspendeu sua participação no Parlamento.

“O primeiro-ministro enviou uma carta oficial ao Parlamento para que retire a confiança de Salé Mutlak depois de suas recentes declarações”, disse à AFP Ali Musaui, um assessor de Maliki.

Mutlak, um sunita que foi acusado de ter pertencido ao Baath (o ex-partido de Saddam Hussein, atualmente proibido), afirmou durante uma entrevista concedida ao canal americano CNN que os Estados Unidos deixavam o Iraque “nas mãos de um ditador que ignora o que é a repartição do poder, que controla as forças de segurança do país e que prendeu centenas de pessoas nas últimas semanas”.

Na rede de televisão Babeliya, que lhe pertence, Mutlak sustentou que “Maliki é pior do que Saddam Hussein, porque ele era um construtor, enquanto Maliki não fez nada”.

O Al Iraqiya, o segundo grupo parlamentar, com 82 deputados, atrás dos 159 legisladores da Aliança Nacional – uma coalizão de partidos religiosos xiitas, suspendeu no sábado sua participação no Parlamento e divulgou um comunicado com um violento ataque contra Maliki.

Esta crise política iraquiana ocorre depois que os últimos soldados dos Estados Unidos deixaram o Iraque, após nove anos de presença.