Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Número de mortos em ataque a Badgá sobe para 250

O número de mortos por um enorme ataque suicida em Bagdá no fim de semana chegou a 250, informou o Ministério da Saúde do Iraque nesta terça-feira.

O ataque, reivindicado por militantes do Estado Islâmico, foi o mais mortífero dos muitos atentados com carros-bomba em Bagdá desde a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003. Um caminhão-bomba explodiu pouco depois da meia-noite (madrugada de domingo pelo horário de Brasília) em uma área comercial lotada no distrito central de Karada. Além dos mais de 200 mortos, centenas de pessoas ficaram feridas.

Leia mais:

Ataque com caminhão-bomba no Iraque mata mais de 200 pessoas

Karada é uma importante área comercial com lojas de roupas e joias, restaurantes e cafés, e estava lotada de clientes com a proximidade do feriado de Eid al-Fitr, na quarta-feira, que marca o fim do Ramadã. A maioria das vítimas estava dentro de um shopping de vários andares, onde dezenas de pessoas morreram queimadas ou sufocadas, segundo a polícia.

O atentado ocorreu na sequência de uma série de vitórias do governo iraquiano contra os extremistas, incluindo a captura de Fallujah.

Renúncia – Nesta terça, o ministro iraquiano do Interior, Mohammed Al Ghabban, apresentou sua demissão ao primeiro-ministro Haider al Abadi, dois dias depois do atentado. “Eu apresentei a minha renúncia ao primeiro-ministro”, anunciou Mohammed Al-Ghabbane durante uma coletiva de imprensa, reconhecendo falhas nas medidas de segurança na capital.

(Com Reuters)