Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novos ataques contra igrejas deixam ao menos 1 morto na Nigéria

Por Da Redação 10 jun 2012, 13h34

Lagos, 10 jun (EFE).- Pelo menos uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas em dois novos atentados cometidos contra igrejas na Nigéria.

O número de vítimas pode aumentar nas próximas horas, pois ainda se desconhece o alcance do segundo ataque, registrado na cidade de Jos, capital do estado de Plateau, no centro da Nigéria.

O comissário da polícia provincial de Plateau, Emmanuel Ayeni, confirmou a explosão no templo da Igreja Escolhida de Deus, que foi atribuído a um terrorista suicida.

Em outro ataque, quatro homens armados invadiram a igreja de Biu, no estado de Borno, durante a missa dominical, e mataram pelo menos uma pessoa e ferindo outras três, informou a polícia provincial de Borno.

‘O ataque aconteceu na manhã de hoje quando quatro jovens abriram fogo no interior do templo’, explicou aos jornalistas o comissário da polícia estadual de Borno, Bala Hassan.

Continua após a publicidade

Os atiradores deixaram a cena imediatamente, sem que a polícia tivesse chances para prender alguém. O comissário Hassan disse que os policiais encontraram uma das armas usadas no tiroteio.

A autoria dos ataques permanece desconhecida, mas há suspeitas sobre o movimento radical islamita Boko Haram, que já cometeu numerosos atentados contra comunidades cristãs na Nigéria, país culturalmente dividido entre o norte, muçulmano, e o sul, de maioria cristã.

A cidade de Jos, capital do estado de Plateau, é um dos principais alvos do movimento Boko Haram por ficar na fronteira entre o norte e o sul da Nigéria e ter uma população dividida entre as duas religiões.

Os atentados islamitas causaram pelo menos 1,2 mil mortes desde 2009, segundo o chefe do Pessoal do Ministério da Defesa, o marechal de aviação Oluseyi Petinrin.

Entre as ações mais sangrentas do Boko Haram, estão os ataques contra igrejas cristãs durante o Natal de 2011 e a Semana Santa de 2012, que deixaram dezenas de mortos. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)