Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mergulhadores acham mais 5 corpos no Costa Concordia

Número de mortos sobe para 11; mergulhadores buscam 24 desaparecidos

As equipes de resgate que procuram as vítimas do naufrágio do navio Costa Concordia encontraram mais cinco corpos nesta terça-feira, elevando o número de mortos de 6 para 11, anunciou no início da tarde o comandante da Guarda Costeira Filippo Marini. Mergulhadores ainda buscam 24 desaparecidos continuam. Os corpos foram encontrados na parte submersa do navio, com ajuda de explosivos para liberar a passagem de mergulhadores. São quatro homens e uma mulher, todos com idades entre 50 e 60 anos.

Entenda o caso

  1. • O navio Costa Concordia viajava com mais de 4.200 pessoas a bordo quando bateu em uma rocha junto à ilha italiana de Giglio, na noite do dia 13 de janeiro.
  2. • A colisão abriu um grande buraco no casco do navio, que começou a encher de água. O comandante teria tentado se aproxima da ilha, mas a embarcação encalhou em um banco de areia e virou.
  3. • Onze mortos foram confirmados até o momento; ainda há 24 desaparecidos.
  4. • Os trabalhos de buscas são coordenados com a tarefa de retirar as 2.400 toneladas de combustível do navio, sob o risco de contamição da área do naufrágio.

Mais cedo, a Unidade de Crise formada depois do acidente com o transatlântico divulgou a nacionalidade das 29 pessoas até então desaparecidas. Entre elas, estavam 14 alemães, seis italianos, quatro franceses, dois americanos, uma peruana, um indiano e um húngaro. O país de origem dos cinco últimos corpos encontrados ainda não foram confirmadas.

O navio encalhou perto da ilha de Giglio e logo em seguida adernou. Ao todo, mais de 4.200 pessoas estavam a bordo, entre passageiros e tripulantes. Dos tripulantes desaparecidos na lista divulgada nesta terça-feira figura a peruana Erika Soria, de 26 anos, que trabalhava como camareira. Ela foi vista pela última vez entrando em um dos botes salva-vidas. Ainda da tripulação, não foram encontrados um dançarino húngaro, o músico italiano Giuseppe Girolamo, que se apresentava em um dos restaurantes no momento do impacto, e um indiano.

Resgate – Os mergulhadores do corpo de bombeiros que trabalham nas buscas tiveram de suspender na segunda-feira o trabalho devido ao mau tempo. Nesta terça-feira a situação do mar está mais tranquila e assim deve permanecer até quarta-feira, por isso que a busca continuará sem pausa.

O naufrágio foi consequência, como confirmou na segunda-feira a companhia Costa Cruzeiros, dona da embarcação, de um “erro humano” do capitão que aproximou o navio até 150 metros do litoral da pequena ilha do mar Tirreno. Na manobra houve o impacto contra rochas.

Ouça, abaixo, o diálogo que comprova a fuga do comandante do Concordia: