Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Mauro Vieira viaja ao Oriente Médio, mas deixa Israel de fora

Apesar disso, ministro abordará conflito em Gaza e crise humanitária que atinge a região, segundo Itamaraty

Por Da Redação
Atualizado em 8 Maio 2024, 12h24 - Publicado em 14 mar 2024, 14h39

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, fará, a partir da sexta-feira, 15, sua primeira viagem ao Oriente Médio como chanceler brasileiro. O roteiro, no entanto, não inclui Israel, em meio à crise diplomática entre Brasília e Tel Aviv por conta de declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre as ações militares israelenses contra palestinos em Gaza.

Em comunicado, o Itamaraty afirmou que Vieira fará visitas a Amã, na Jordânia; a Ramallah, na Palestina; a Beirute, no Líbano; e a Riad, na Arábia Saudita.

+ Fala de Lula sobre Israel surgiu de ‘profunda indignação’, diz Vieira

“As relações do Brasil com os países do Oriente Médio são marcadas, de forma muito positiva, pela presença, em nosso país, de expressiva comunidade de origem árabe, o que contribui para a fluidez e amizade que tradicionalmente caracterizam o diálogo do Brasil com aquela região”, diz a nota.

Continua após a publicidade

Ao longo dos encontros, segundo o Itamaraty, Vieira abordará o conflito em Gaza e a crise humanitária que atinge a região, assim como perspectivas para um cessar-fogo e uma eventual retomada de negociações “voltadas a alcançar paz duradoura para o Oriente Médio”.

Nesta quinta-feira, Vieira participou de sessão na Comissão de Relações Exteriores do Senado, na qual afirmou que as declarações de Lula em que comparou ações israelenses ao Holocausto surgiram de “profunda indignação”.

“A questão que se impõe é quantas vidas mais serão perdidas até que todos atuem para impedir o morticínio em curso”, disse Vieira à comissão. “É nesse contexto de profunda indignação que se inserem as declarações do presidente Lula”.

Continua após a publicidade

Crise diplomática

Em resposta à fala de Lula, o governo israelense declarou o presidente persona non grata e convocou o embaixador brasileiro em Tel Aviv, Frederico Meyer, para uma reprimenda. Depois disso, o governo Lula chamou Meyer de volta ao Brasil, como adiantou o Itamaraty a VEJA, e também anunciou que convocou Zonshine para comparecer a uma reunião com o chanceler brasileiro.

Foi quando o chanceler israelense, Israel Katz, deu início a uma campanha de críticas no X, antigo Twitter, classificando, primeiramente, a fala de Lula como “promíscua, delirante”, além de “um cuspe no rosto dos judeus brasileiros”. Ele também convidou uma sobrevivente brasileira da rave Universo Paralello, onde 260 pessoas foram mortas por combatentes do grupo palestino Hamas em 7 de outubro, para dar depoimento em um longo vídeo.

“Me entristece muito saber que o país onde eu nasci, o país onde eu chamo de casa se encontra nessa situação. Numa situação que o governo compara as atitudes de Israel com o Holocausto”, disse a israelense-brasileira Rafaela Triestman.

Continua após a publicidade

Vieira devolveu: disse que os comentários de Katz foram “inaceitáveis”, “mentirosos” e “vergonhosos para a história diplomática de Israel”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.