Clique e assine a partir de 8,90/mês

Manifestações antirracismo causam clima de tensão nos EUA

Sétimo dia seguido de protestos pela morte de George Floyd tem confronto entre ativistas e policiais e diversas cidades

Por Da Redação - Atualizado em 2 jun 2020, 07h11 - Publicado em 2 jun 2020, 00h12

Manifestantes ocuparam as ruas de várias cidades dos Estados Unidos pelo sétimo dia seguido em protesto contra a morte de George Floyd, um homem negro de 46 anos que teve o pescoço prensado contra o chão por um policial branco em Minnesota.

Pelo quarto dia consecutivo, um grupo de ativistas voltou à Casa Branca, que teve tanques protegendo seus arredores. O presidente Donald Trump afirmou mais cedo que vai mandar homens do Exército para as ruas caso os prefeitos e governadores não contenham as manifestações.

ASSINE VEJA

As consequências da imagem manchada do Brasil no exterior O isolamento do país aos olhos do mundo, o chefe do serviço paralelo de informação de Bolsonaro e mais. Leia nesta edição
Clique e Assine

Protestos também foram registrados em Nova York, Detroit e Los Angeles. Vinte e uma cidades dos EUA decretaram toques de recolher para tentar conter a violência em manifestações, entre elas Nova York, Chicago, Filadélfia e Minneapolis, onde o movimento começou. Três condados, inclusive o de Los Angeles, e todo o estado do Arizona também decretaram ações semelhantes.

Em Indianapolis, um policial branco e um manifestante negro se abraçaram e caminharam juntos durante ato realizado na cidade.

Continua após a publicidade
Publicidade