Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Leais a Assad tentam agredir embaixador dos EUA na Síria

Segundo opositor, cerca de cem manifestantes investiram contra diplomata

Por Da Redação 29 set 2011, 15h38

O embaixador dos Estados Unidos em Damasco, Robert Ford, foi vaiado nesta quinta-feira por manifestantes leais ao regime que tentaram agredi-lo durante sua chegada ao escritório de um opositor. Segundo Hassan Abdelazim, o opositor que repassou as informações à imprensa, cerca de cem manifestantes tentaram entrar em seu escritório em Damasco quando Ford chegava.

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março para protestar contra o regime de Bashar Assad, no poder há 11 anos.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança do ditador, que já mataram mais de 2.700 pessoas no país, de acordo com a ONU, que vai investigar denúncias de crimes contra a humanidade no país.
  3. • Tentando escapar dos confrontos, milhares de sírios cruzaram a fronteira e foram buscar refúgio na vizinha Turquia.

Leia mais no Tema ‘Revoltas no Mundo Islâmico’

“Protestaram na rua na entrada do edifício. Tentaram arrombar a porta de meu escritório, mas não conseguiram”, disse. “Quando o embaixador entrou no escritório, às 11 horas (5h de Brasília), ouvimos um ruído lá fora e palavras hostis. Os manifestantes tentaram tomar o escritório”, acrescentou Abdelazim. Ford ainda estava no ecritório de Abdelazim duas horas mais tarde à espera da chegada das forças de ordem para sair sob sua proteção, de acordo com Abdelazim.

Em Washington, o Departamento de Estado mencionou uma tentativa de agressão ao embaixador e a seus colaboradores por “uma multidão violenta”, que danificou “gravemente os veículos durante sua passagem”.

“Os oficiais de segurança sírios garantiram a segurança do embaixador e de seus colaboradores no retorno à embaixada, onde os diplomatas estão seguros”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)