Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Johnson expressa preocupação com desaparecimento de Dom no Brasil

Segundo premiê do Reino Unido, seu governo está trabalhando com autoridades brasileiras investigando o caso do sumiço do jornalista britânico na Amazônia

Por Da Redação Atualizado em 15 jun 2022, 12h23 - Publicado em 15 jun 2022, 09h20

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse nesta quarta-feira, 15, estar profundamente preocupado com o desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips na floresta amazônica, e que o governo está trabalhando com autoridades brasileiras investigando o caso.

“Como todos nesta Câmara (dos Comuns), estamos profundamente preocupados com o que pode ter acontecido com ele. Funcionários do Ministério de Relações Internacionais estão trabalhando em estreita colaboração com as autoridades brasileiras”, disse Johnson aos legisladores.

“O que dissemos aos brasileiros é que estamos prontos para dar todo o suporte de que eles precisarem”, completou.

O jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira desapareceram no Vale do Javari, região remota no Amazonas, no fim de semana dos dias 4 e 5 de junho. Repórter freelancer para o jornal The Guardian, Dom Phillips estava escrevendo um livro e viajou acompanhado pelo brasileiro para realizar entrevistas.

O comitê que atua nas buscas de Bruno e Dom informou na terça-feira 14 que prendeu Oseney da Costa de Oliveira, vulgo “Dos Santos”, 41 anos, por suspeita de participação no desaparecimento do indigenista e do jornalista na Amazônia.

Além das prisões, os investigadores da Polícia Federal cumpriram dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em Atalaia do Norte (AM). Os agentes apreenderam alguns cartuchos de arma de fogo e um remo que serão periciados. No domingo 12, a força-tarefa encontrou os objetos pessoais dos dois no Rio Itaquaí, onde a dupla foi vista pela última vez.

As buscas continuam na região do Rio Itaquaí. Para os investigadores, o novo personagem teria atuado com Amarildo da Costa, o Pelado, que já está preso por suspeita de envolvimento no desaparecimento do jornalista e do indigenista.

Suas mortes não foram confirmadas. Depois de a mulher de Dom Phillips, Alessandra Sampaio, afirmar que recebeu a notícia de que os corpos do jornalista inglês e do indigenista Bruno Araújo Pereira foram encontrados pelas equipes de busca, a PF no Amazonas divulgou uma nota para informar que “não procedem as informações”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)