Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inspetores da ONU confirmam destruição de armas químicas na Síria

Especialistas internacionais acompanharam o primeiro dia de trabalho para inutilizar arsenal sírio

Os inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU) anunciaram a destruição neste domingo de mísseis, bombas, ogivas e equipamentos para misturar produtos químicos na Síria. Foi o primeiro dia da campanha para eliminar o arsenal sírio.

Especialistas internacionais supervisionaram o pessoal sírio que “usou maçaricos e máquinas trituradoras para destruir, ou inutilizar, uma gama de objetos”, segundo nota divulgada pela ONU e pela Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq). É a primeira vez que os inspetores da Opaq vão supervisionar a destruição de um arsenal em meio a uma guerra.

Leia ainda:

Na Síria não há guerra civil, mas ‘guerra contra o terror’, diz chanceler

A equipe de inspetores chegou em Damasco na terça-feira, 1º de outubro, para iniciar o processo de verificação detalhada do programa de desenvolvimento de armas químicas do governo sírio.

Nesta primeira fase, eles deverão iniciar a contagem oficial das armas químicas, seguindo o plano estipulado pela comunidade internacional, e ratificado pela ONU, para destruir o arsenal sírio em resposta ao massacre de 1.400 pessoas na periferia de Damasco, em 21 de agosto.

Os especialistas estão na Síria sob os termos da resolução da ONU garantida pelo acordo entre os EUA e a Rússia para que o regime do presidente Bashar Assad entregue suas armas químicas para destruição.

Pela resolução da ONU, o arsenal de armas químicas da Síria será destruído até meados de 2014.

(Com Estadão Conteúdo)