Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Infecção intestinal faz navio interromper cruzeiro caribenho

Mais de 600 passageiros e tripulantes sofrem com sintomas de vômito e diarreia

Por Da Redação 27 jan 2014, 14h50

Um cruzeiro de dez dias no Caribe teve de ser interrompida com dois dias de antecedência após mais de 600 pessoas serem diagnosticadas com uma infecção gastrointestinal no navio Explorer of the Seas, informou a rede CNN. A embarcação deixou o porto Cape Liberty, em Nova Jersey, em 21 de janeiro, com 3.050 passageiros e 1.165 tripulantes. Segundo a porta-voz do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, Bernadette Burden, 577 turistas e outros 49 funcionários do navio estão sofrendo com vômito e diarreia.

Leia também:

Fotos mostram o interior do Costa Concordia depois do naufrágio

Em um comunicado, a Royal Caribbean, mantenedora do cruzeiro, disse que a “disseminação de doenças nos impediu de proporcionar as férias que os passageiros estavam esperando”. “Após consultar nossa equipe médica e autoridades americanas, achamos que o melhor a se fazer era levar os passageiros para casa mais cedo. Usaremos o tempo extra para limpar o navio com maior eficácia”, acrescentou a empresa. A expectativa é de que o navio volte para Nova Jersey ainda nesta quarta-feira. Ele será submetido a um processo de limpeza para garantir que “todos os traços da doença serão eliminados”, de acordo com a empresa.

As causas da disseminação da doença ainda não foram esclarecidas pela mantenedora do cruzeiro, embora os sintomas apresentados pelos passageiros sejam comuns em pessoas infectadas com o norovírus, um dos principais causadores de gastroenterite e transmitido por ingestão de alimentos crus manipulados por alguém infectado. Um dos turistas, Joseph Angelillo, disse à rede CNN que ficou doente após comer uma refeição contaminada. “Meu estômago ficou estranho e eu comecei a vomitar. Isso durou a noite toda e durante a manhã”, afirmou. Ele disse que algumas apresentações musicais tiveram de ser canceladas porque os artistas também se sentiram indispostos. “Eu sairei desse navio assim que tiver a oportunidade”, destacou Angelillo.

Continua após a publicidade
Publicidade