Clique e assine com até 92% de desconto

Imigração ilegal nos EUA cresce apesar da ‘tolerância zero’ de Trump

Cerca de 50.000 estrangeiros foram detidos na fronteira com o México em maio, 160% a mais do que o mesmo mês de 2017 e levemente superior ao de abril

Por Da Redação 7 jun 2018, 09h32

Ao menos 50.000 estrangeiros foram detidos na zona de fronteira entre os Estados Unidos e o México em maio, número 160% maior em relação ao mesmo mês de 2017 e levemente superior ao de abril, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (7) pelo departamento de Segurança Interna do país. Os dados indicam que, apesar da política de “tolerância zero” do presidente Donald Trump em relação à imigração ilegal, a quantidade de pessoas que tentam entrar irregularmente no país não está diminuindo.

No início de maio, Trump ordenou ações judiciais contra todos que entrassem no país de forma ilegal, e determinou a separação dos filhos menores das famílias nesta situação.

Os números divulgados hoje, porém, revelam que as famílias e os menores não acompanhados continuam chegando de forma numerosa de Guatemala, Honduras e El Salvador, onde a violência endêmica os força a vir para os Estados Unidos e solicitar asilo.

  • Os controles de fronteira também foram reforçados por determinação de Trump e militares da Guarda Nacional estão mobilizados na região desde abril.

    “Estes números mostram que a administração Trump está restaurando o estado de direito, e que precisamos realizar um esforço firme e contínuo (…) durante vários meses para desorganizar os cartéis, os contrabandistas traficantes e os delinquentes”, disse Tyler Houlton, porta-voz do departamento de Segurança Interna.

    Trump comemorou uma importante queda na imigração ilegal durante seus primeiros oito meses de mandato em 2017, atribuindo a situação às suas decisões de política migratória.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade