Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Imagens: calor na Europa faz cachorros buscarem alívio na água

Na Península Ibérica, a temperatura pode chegar a 48 graus Celsius; na França, temperatura no vale do rio Rhône é de 37 ºC

A forte onda de calor que atingiu a Europa nos últimos dias não atingiu apenas a população. Com o aumento da temperatura, os cachorros têm recorrido a mergulhos em rios, praias, lagoas e fontes para aliviar a sensação térmica.

O ar quente do norte da África causou a onda de calor mais intensa desde 2003 na Península Ibérica. Diante das altíssimas temperaturas, os governos locais estão alertas para possíveis incêndios florestais. A Agência de Proteção Civil de Portugal anunciou que 426 bombeiros estão apagando incêndios ou verificando alertas de incêndio no norte e no centro da península. Os incêndios costumam ter início no final do dia, quando está mais quente.

Segundo meteorologistas, as temperaturas na Espanha e em Portugal devem subir ainda mais e continuarão acima dos 40 graus Celsius ao menos até domingo (5), e podem subir outros 2 a 3 graus, segundo meteorologistas. Se o calor continuar aumentando, as temperaturas podem superar o recorde europeu de 48 graus Celsius registrado em Atenas em 1977.

 

Na França, por sua vez, a empresa de energia elétrica EDF desligou quatro reatores nucleares em três usinas pois a temperatura da água estava tão elevada que não era suficiente para resfriar os reatores atômicos, anunciou um porta-voz da empresa neste sábado. As altas temperaturas registradas nos rios Rhône e Reno, de onde as três usinas bombeiam a água, levaram a um desligamento temporário das usinas. No vale do rio Rhône, a temperatura chega a 37 graus.