Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hipopótamo mata turista de Taiwan no Quênia

Paquiderme está na lista dos animais que mais matam humanos; outro turista sobreviveu ao ataque, no Lago Navaisha

Um hipopótamo atacou e matou o turista Chang Ming Chuang, de Taiwan, quando ele tirava fotos às margens do Lago Naivasha, no Quênia, no último sábado (11). Outro turista sobreviveu ao ataque, informou o Serviço de Proteção da Vida Selvagem do Quênia ontem.

Chuang, de 66 anos, foi declarado morto ao chegar ao hospital do distrito de Naivasha. Wu Peng Te, de 62 anos, está em tratamento. A tragédia gerou um problema adicional para as autoridades locais porque o Quênia e Taiwan não mantêm relações diplomáticas. Taiwan teria enviado um funcionário de sua representação na África do Sul a Nairobi.

“Estamos rastreando o hipopótamo”, disse o Serviço de Proteção da Vida Selvagem pelo Twitter.

Os hipopótamos estão na lista dos animais que mais matam humanos. Segundo a revista Superinteressante, o paquiderme é implacável na defesa do seu território e odeia intrusos. Como enxerga mal, pode atacar uma canoa achando que é um rival.

O jornal Star, do Quênia, citou o chefe de uma associação de donos de barcos de Navaisha, que alertou para o nível mais alto das águas do lado do que o normal. Nesses casos, os hipopótamos saem do lago e caminham pelas fazendas e áreas de  hotéis próximos em busca de pasto.

Após seca intensa no ano passado, o Quênia teve vários meses de fortes chuvas neste ano, que causaram grandes enchentes, inclusive nos arredores do Lago Naivasha.