Clique e assine com até 92% de desconto

Hillary diz que mulheres e minorias étnicas devem ser protegidas na Síria

Por J. Scott Applewhite 6 dez 2011, 13h56

A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, insistiu nesta terça-feira na necessidade de proteger as minorias, os grupos étnicos e as mulheres depois que Bashar al-Assad deixar o poder, em declarações formuladas após uma reunião em Genebra com opositores sírios.

“Uma transição democrática compreende algo mais que a saída do regime (do presidente sírio Bashar) al-Assad. Isso quer dizer também colocar a Síria no caminho do direito e da proteção dos direitos universais de todos os cidadãos, independentemente de sua seita, etnia ou sexo”, acresentou.

Publicidade