Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Grande incêndio no porto de Beirute semanas após explosão devastadora

Chamas atingem um armazém onde estão estocados óleo para motor e rodas de carro; densas colunas de fumaça negra podem ser vistas

Por Julia Braun Atualizado em 10 set 2020, 11h13 - Publicado em 10 set 2020, 08h46

Um gigantesco incêndio atingiu nesta quinta-feira, 10, um armazém do porto de Beirute, espalhando pânico entre libaneses ainda em choque pela letal e devastadora explosão que traumatizou a capital há cinco semanas.

Densas colunas de fumaça negra podem ser vistas de diferentes bairros da capital. O incêndio ocorreu em um armazém, onde estão estocados óleo para motor e rodas de carro, informou o Exército libanês em um comunicado.

O Exército foi acionado para tentar apagar as chamas. Helicópteros especiais serão usados nos esforços. O governador de Beirute, Marwan Abboud, pediu que a população se mantenha afastada da área do porto. 

O incêndio acontece pouco mais de um mês depois da explosão que matou mais de 170 pessoas e deixou outras 6.000 feridas no porto da capital. A detonação, causada por 2.750 toneladas de nitrato de amônio que estavam armazenadas de forma incorreta, também provocou a renúncia do primeiro-ministro Hassan Diab e de seu gabinete, além do aprofundamento da crise política.

ASSINE VEJA

Os riscos do auxílio emergencial Na edição da semana: a importância das reformas para a saúde da economia. E mais: os segredos da advogada que conviveu com Queiroz
Clique e Assine

Na semana passada, os bombeiros ainda buscavam um sobrevivente nos destroços deixados pela explosão. Após dias de grande comoção, as buscas foram encerradas no domingo 6.

(Com AFP)

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade