Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governador da Louisiana abandona disputa pela presidência americana

Bobby Jindal é o terceiro republicano a deixar a campanha pela indicação no Partido Republicano

O governador da Louisiana, Bobby Jindal, anunciou nesta terça-feira sua saída da disputa para ser o candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos.

“Vou suspender minha campanha para presidente dos Estados Unidos, pois me dei conta de que este não é meu momento”, afirmou Jindal à emissora televisiva Fox News, acrescentando que foi uma “honra” concorrer até aqui pela indicação do partido.

Nas enquetes de intenções de voto, Jindal obtinha com frequência 1% de apoio ou menos e, dada essa pobre porcentagem, nunca teve a oportunidade de ficar frente a frente com os principais pré-candidatos nos quatro debates republicanos televisados, que dividem os candidatos entre os mais bem colocados nas pesquisas daqueles com menos intenções de voto.

O governador se recusou a dar seu apoio a um dos 14 aspirantes que continuam na disputa pela candidatura republicana à Casa Branca, entre os quais se destacam o magnata Donald Trump, o neurocirurgião aposentado Ben Carson, o senador Marco Rubio e o ex-governador da Flórida Jeb Bush.

Jindal é o terceiro pré-candidato presidencial republicano que abandona a corrida eleitoral. Antes dele, desistiram o ex-governador do Texas Rick Perry e o governador de Wisconsin, Scott Walker.

Em decorrência dos atentados em Paris que deixaram 129 mortos na semana passada, Jindal foi um dos governadores americanos que se negaram a receber refugiados sírios em seus estados.

Católico e filho de imigrantes, Bobby Jindal fez história em 2008 quando se transformou no primeiro governador de origem indiana dos EUA.

(Com EFE)