Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gingrich empata com Romney na Flórida, diz pesquisa

Distância entre os republicanos caiu de 12% para 2%, dentro da margem de erro

O pré-candidato republicano Newt Gingrich eliminou a distância que o separava do oponente Mitt Romney nas pesquisas para as primárias da próxima semana na Flórida, a quarta prévia dentro da disputa pela indicação do Partido Republicano para as eleições presidenciats de novembro nos Estados Unidos.

Leia também:

Leia também: ‘Temos um presidente afastado da realidade’, diz Romney

Segundo um levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Universidade de Quinnipiac, Gingrich tem 34% das intenções de votos no estado, contra 36% de Romney – os dois estão tecnicamente empatados, pois a margem de erro da pesquisa é de 4%. Antes das primárias da Carolina do Sul, vencidas por Gingrich no último sábado, a vantagem de Romney na Flórida era de 12 pontos percentuais.

“Na Flórida já há basicamente um empate e uma corrida entre dois homens que entram em sua última semana de campanha”, resumiu o subdiretor do Instituto de Pesquisas da Universidade Quinnipiac, Peter Brown, que ressaltou a importância da recente vitória do ex-presidente da Câmara americana. Se forem levadas em conta somente as respostas obtidas após as prévias na Carolina do Sul, Gingrich inclusive já estaria na frente de Romney e alcançaria o apoio de 40% do eleitorado, contra 34% do adversário.

“Não importa qual dos dois candidatos está na frente, a corrida dos delegados do estado se mantém aberta. Embora apenas 7% dos prováveis eleitores estejam indecisos, 38% dizem que poderiam mudar de opinião”, afirmou Brown. Os outros pré-candidatos que tentam a candidatura republicana, Rick Santorum e Ron Paul, contam com apenas 13% e 10% dos votos, respectivamente.

Opinião – Realizada entre 19 e 23 de janeiro, com 601 eleitores, a pesquisa mostra que Romney é visto como “o mais capaz de conduzir a economia e os valores que a maioria dos eleitores compartilha”, afirmiram os realizadores do levantamento em um comunicado. Enquanto isso, Gingrich é visto como “alguém que tem o conhecimento e a experiência para ser presidente, ser um líder forte e ter um bom manejo da política externa”.

Na opinião do subdiretor do Instituto de Pesquisas da Universidade Quinnipiac, a grande questão agora é saber se o impulso de Gingrich observado nos últimos dias se manterá ou se dissipará, como aconteceu com Santorum em New Hampshire após ter ganho em Iowa, ou com Romney na Carolina do Sul após sua vitória em New Hampshire.

Com relação ao perfil dos eleitores, os resultados evidenciam que Gingrich é mais votado entre os homens (37% frente a 33%), evangélicos (43% a 30%) e e integrantes do movimento ultraconservador Tea Party (43% a 28%). Já Romney é o favorito entre as mulheres (38% a 31%) e entre os filizados aos Partido Republicano (47% a 30%).

Infográfico: Os republicanos que querem o lugar de Barack Obama

Latinos – Também nesta quarta-feira foram divulgados os números de uma pesquisa das emissoras Univision e ABC sobre o voto latino na Flórida, estado com grande presença de imigrantes da América Latina e seus descendentes. Segundo a enquete, Romney é o pré-candidato republicano favorito entre os hispânicos do estado, embora Barack Obama continue contando com a maior parte do voto latino na Flórida.

Entre os hispânicos, Romney tem uma vantagem de 15 pontos percentuais sobre Newt Gingrich – conta com o apoio de 35% e o segundo 20%. Os outros dois políticos na disputa, Ron Paul e Rick Santorum, só contam com o apoio de 6% e 7%, respectivamente, enquanto ainda há 21% de eleitores latinos indecisos.

Na Flórida, 22% da população é hispânica, embora esse percentual se reduza a 13% levando-se em contra os eleitores inscritos para votar nos processos eleitorais. A disputa das prévias no estado está marcada para 31 de janeiro.

(Com agência EFE)