Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Garota de 9 anos mata seu instrutor de tiro em acidente

Ex-militar Charles Vacca foi atingido com um tiro na cabeça e não resistiu

Por Da Redação 27 ago 2014, 10h08

Uma menina de nove anos de idade acidentalmente matou um instrutor de tiro que a ensinava a usar uma submetralhadora Uzi, reporta o Telegragh nesta quarta-feira. Na tarde desta terça, Charles Vacca estava mostrando a jovem como disparar a arma em um campo de tiro ao ar livre em White Hills, no estado americano do Arizona, quando a garota acionou o gatilho. Os tiros atingiram Vacca na cabeça e ele não resistiu aos ferimentos. A menina teve sua identidade preservada e passará por um acompanhamento psicológico para tratar do trauma provocado pelo acidente.

Em um comunicado, o xerife do condado de Mohave confirmou que o instrutor, um ex-militar de 39 anos, foi levado para o Centro Médico da Universidade de Las Vegas, onde mais tarde foi declarado morto. Um vídeo divulgado pela polícia [confira abaixo] mostra a menina com um rabo de cavalo e usando shorts rosa sendo instruída por Vacca como atirar com a arma de fabricação israelense.

Leia também

Juiz declara proibição de venda de armas em Chicago inconstitucional

EUA assinam acordo para controlar venda de armas

Continua após a publicidade

Senado americano rejeita medidas para controle de armas

É ilegal para menores de 18 anos a utilização de uma arma no Arizona, mas a regra não se aplica em propriedades privadas ou se o jovem é acompanhado por um dos pais ou um instrutor certificado. O acidente pode reacender o debate sobre um maior controle na venda de armas nos Estados Unidos, um tema sempre presente na sociedade americana, mas delicado do ponto de vista político. Ronald Scott, um especialista em segurança de armas de fogo disse: “Não se pode dar a uma garota de nove anos de idade uma submetralhadora Uzi e esperar que ela controle essa arma tão poderosa. Foi uma irresponsabilidade”.

O estande de tiro chamado Last Stop fica em uma rodovia e a placa publicitária afirma que é o “último lugar onde os viajantes podem comprar alimentos e combustível em seu caminho de Las Vegas para o Grand Canyon”. A placa também convida os visitantes a “disparar uma metralhadora na última parada do Arizona”. De acordo com o site do Last Stop, o local também realiza o ‘Burgers and bullets day” (dia dos hambúrgueres e balas, em tradução literal). Neste dia, o cliente que comprar um determinado lanche do menu pode escolher uma entre vinte armas automáticas para atirar.

Vídeo: Garota de 9 anos atira com uma Uzi

https://youtube.com/watch?v=IA4x8cDrU2k

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)