Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França: morre quinta vítima do ataque em Estrasburgo

Mais de 1.000 pessoas se reuniram neste domingo em Estrasburgo para homenagear cidadãos mortos no atentado

O número de mortos deixados pelo ataque terrorista da terça-feira passada em Estrasburgo, na França, subiu para cinco após a morte de um polonês, que estava entre os 11 feridos do atentado. A informação foi confirmada neste domingo 16 pela família da vítima.

“Meu irmão Barto Pedro Orent-Niedzielski acaba de nos deixar. Agradeço vosso amor e a força que lhe deram”, publicou no Facebook o irmão da vítima de 36 anos, que morava em Estrasburgo mas era natural de Katowice, Polônia.

O ataque aconteceu no centro da cidade, onde está sendo realizada uma feira de Natal que atrai muitos visitantes e turistas. O autor do atentado, Chérif Chekatt, de 29 anos, foi morto pela polícia na quinta-feira 13, depois de passar dois dias foragido.

Até o momento, sete pessoas foram detidas e interrogadas na investigação aberta pela Promotoria de Paris. Os pais e dois irmãos de Chekatt foram liberados ontem, sem acusações, diante da ausência de elementos incriminatórios.

Hoje foram liberadas, também sem acusações, outras duas pessoas da família. Um sétimo indivíduo continua detido.

Homenagens

Mais de 1.000 pessoas se reuniram neste domingo em Estrasburgo para homenagear as vítimas do ataque.

“Viemos aqui para mostrar que não nos ajoelharemos, que seguimos vivendo, embora seja difícil e doloroso”, explicou Jonathan, morador do bairro de Neudorf, onde Chérif Chekatt foi morto pela polícia.

Muitas das pessoas reunidas ao pé da gigantesca árvore de Natal na praça Kleber, emblemática com o seu mercado de Natal, estavam emocionadas.

No meio da praça, aos pés da estátua do general Kléber, velas, flores e mensagens foram deixadas para as vítimas. Fechado na quarta e quinta-feira, o mercado de Natal de Estrasburgo, que atrai milhares de turistas todos os anos, reabriu na sexta-feira 14.

Tanto o presidente francês Emmanuel Macron, como presidente da Assembleia Nacional, Richard Ferrand, viajaram para Estrasburgo durante a semana para prestar homenagem às vítimas.

(Com AFP)