Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Forte explosão atinge base militar no Irã

Por Da Redação 12 nov 2011, 10h41

(Confirma lugar da explosão e outros detalhes).

Teerã, 12 nov (EFE).- Uma forte explosão foi registrada neste sábado por volta das 13h30 locais (8h30 de Brasília) em uma base militar da Guarda Revolucionária do Irã, perto de Teerã, provocando pânico entre os moradores, informa a imprensa local.

A Guarda Revolucionária, corpo militar especial da República Islâmica, confirma em nota que a explosão ocorreu em uma de suas instalações, mas por enquanto não oferece mais detalhes, segundo a agência de notícias oficial ‘Irna’.

A agência de notícias iraniana ‘Ilna’ indicou que, até o momento, há a confirmação de quatro feridos, mas destacou que faltam informações sobre possíveis mortos e sobre os danos materiais.

Segundo a agência de notícias local ‘Fars’, vinculada à Guarda Revolucionária, a explosão ocorreu em um depósito de munição na base militar de Bidgoneh, na província de Alborz Norte, a cerca de 45 quilômetros da capital iraniana.

As cidades de Malard e Shahriar foram as mais afetadas pela explosão, que quebrou vidros de várias construções, embora não haja casas ou prédios próximos à base, disse à agência ‘Fars’ o chefe interino da Polícia iraniana, Ahmad Reza Radan.

Outros veículos de comunicação tinham mencionado a possibilidade de que a explosão tivesse ocorrido em uma estação de gás para carros ou em uma fábrica, mas essas hipóteses foram descartadas com a confirmação do depósito de munições.

Continua após a publicidade

A deputada Fatemeh Alia disse à agência ‘Ilna’ que as causas da explosão ainda são desconhecidas e que as autoridades investigam se a explosão foi um acidente ou um ataque.

Segundo a agência ‘Mehr’, o parlamentar Hossein Garoosi afirmou que o depósito de munição sofreu, na verdade, duas explosões. Ele disse que não havia ainda informações sobre vítimas e reiterou que já foi formado um comitê para investigar as causas do incidente.

O Ministério da Saúde do Irã, por sua vez, disse à ‘Ilna’ que todos os hospitais universitários das províncias de Teerã e Alborz Norte enviaram ambulâncias ao local.

A agência de notícias estudantil ‘Isna’ informou que o diretor de comunicação dos Serviços de Emergências de Teerã, Hassan Absi, disse que os socorristas haviam enviado um helicóptero e seis ambulâncias à base militar, mas que não dispunham de informações exatas sobre vítimas na explosão.

O chefe de organização do Crescente Vermelho iraniano, Mahmoud Mozafar, disse à ‘Irna’ que a entidade enviou cães de busca e equipes de resgate ao local, onde aguardam a permissão das autoridades para entrar no depósito de munições onde ocorreu a explosão.

‘Devido ao congestionamento do trânsito na região e nas vias que levam a essa base militar (geralmente engarrafadas), os serviços de socorro enfrentam grandes dificuldades’, afirmou Hossein Derakhshan, diretor de comunicação do Crescente Vermelho iraniano, que disse já haver helicópteros prontos para serem enviados caso sejam requeridos.

O site ‘kaleme.com’, ligado ao dirigente político opositor Mir Hossein Mousavi, que cita diversas fontes, garante que a maioria das informações indica que a explosão ocorreu em uma estação de gás, mas também menciona a possibilidade da base militar.

O site acrescenta que o ruído da explosão pôde ser ouvido em Teerã e quebrou os vidros das janelas de diversos prédios em um amplo raio ao redor do incidente, especialmente na cidade de Karaj, onde alarmou os moradores. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade