Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exército da Síria diz que perseguirá autores do atentado até eliminá-los

Damasco, 18 jul (EFE).- O exército da Síria comprometeu-se a perseguir os autores do atentado desta quarta-feira em Damasco que causou a morte do ministro e do vice-ministro da Defesa, para eliminá-los e ‘limpar a pátria de maldade’, de acordo com comunicado lido na rede de televisão oficial.

No texto, o exército acusa pelo ataque ‘mercenários que trabalham para outros países’ e faz uma advertência: ‘se alguém pensa que com o ataque a alguns responsáveis é possível torcer o braço da Síria, está equivocado’.

‘A Síria, como povo, exército e liderança, é agora mais firme para enfrentar o terrorismo’, diz o comunicado.

As Forças Armadas anteciparam que aumentarão seus esforços para ‘limpar a pátria de organizações terroristas armadas’ para manter a dignidade e a soberania do país.

No comunicado é confirmada, além disso, a morte do ministro da Defesa, general Dawoud Rajiha, e do vice-ministro da pasta, Assef Shawkat, cunhado do presidente Bashar al Assad. A nota também diz que o atentado deixou vários feridos.

Em entrevista transmitida pela TV estatal, o ministro da Informação disse que ‘o exército sírio tem um alto nível de preparação e não tem medo de agressões, venham de onde vier’. EFE