Estado Islâmico reivindica ataque terrorista em Barcelona

Atentado deixou treze pessoas mortas e mais de 50 feridas em Las Ramblas, uma das avenidas mais movimentadas da cidade

Por Da redação - Atualizado em 17 ago 2017, 18h46 - Publicado em 17 ago 2017, 16h57

O grupo jihadista Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque terrorista que deixou treze mortos e oitenta feridos em Las Ramblas, uma das mais movimentadas avenidas de Barcelona, na Espanha, nesta quinta-feira, informou a agência de notícias Amaq, ligada aos extremistas.

“Os perpetradores do ataque de Barcelona são soldados do Estado Islâmico e realizaram a operação em resposta a pedidos para alvejar Estados da coalizão”, disse a agência, referindo-se a uma coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o grupo militante sunita.

Na tarde desta quinta, uma van branca alugada avançou por mais de 500 metros depois de atingir as primeiras vítimas. O motorista fugiu do veículo a pé e teria entrado em outra van que o aguardava.

A polícia prendeu um homem que foi visto fugindo do local após atropelar a multidão. Ele foi inicialmente identificado como Driss Oukabir pela imprensa, mas algumas horas depois o verdadeiro Oukabir se apresentou às autoridades para esclarecer que seus documentos foram roubados e que ele não tem nenhuma ligação com o ataque. O suspeito preso ainda não foi identificado.

Publicidade

 Google Maps/VEJA

 

 

Publicidade