Principal suspeito nega ligação com atentado de Barcelona

Driss Oukabir, apontado como um dos principais suspeitos do ataque, se apresentou à polícia dizendo que seus documentos haviam sido roubados

Por Da redação - Atualizado em 17 ago 2017, 18h47 - Publicado em 17 ago 2017, 15h06

Nas primeiras horas após o atentado que matou treze pessoas nesta quinta-feira em Barcelona, a polícia espanhola divulgou a foto de Driss Oukabir, apontado como um dos principais suspeitos do ataque. O verdadeiro Oukabir, no entanto, se apresentou às autoridades da Catalunha e desmentiu as acusações.

Depois do atropelamento, o motorista fugiu do veículo a pé e entrou em outro van que o aguardava. Segundo o jornal El País, os documentos de Oukabir foram encontrados em uma das vans utilizadas. A polícia também havia identificado o homem de 28 anos como o responsável pelo aluguel do veículo, alocado em Santa Perpetua de la Mogada, um município próximo a Barcelona.

Oukabir se apresentou às autoridades após ver sua própria foto nos noticiários. Ele explicou que, na verdade, seus documentos haviam sido roubados, mas que ele não fez nenhuma denúncia sobre o furto.

A polícia da Catalunha confirmou a prisão de dois suspeitos, cujas identidades não foram divulgadas. O órgão também publicou em sua página no Twitter um aviso, pedindo que os meios de comunicação não espalhem rumores ou divulguem fotos de policiais ou de conteúdo sensível. “Sigam as informações de fontes oficiais”, dizia a mensagem.

Publicidade

Um veículo, de cor branca, avançou contra a multidão que andava pela principal avenida turística da cidade, a La Rambla. Segundo o chefe do governo da Catalunha, Carles Puigdemont, treze pessoas morreram no incidente e oitenta ficaram feridas, entre elas quinze em estado grave.

Publicidade

O ataque já foi classificado pela polícia local como ato terrorista. As autoridades, no entanto, desmentiram que dois homens armados estivessem entrincheirados em um restaurante, ao contrário do que foi divulgado pela imprensa local.

Diversas ambulâncias e carros de polícia estão no local. A região foi isolada e os estabelecimentos, fechados.

Vídeos publicados no Twitter mostram a van no local do atropelamento e diversas pessoas caídas no chão aguardando atendimento médico.

Atentado em Barcelona - Las Ramblas - Ataque terrorista

 Google Maps/VEJA

Publicidade