Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estado Islâmico assume autoria dos atentados terroristas em Bruxelas

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria dos atentados em Bruxelas que mataram nesta terça-feira mais de 30 pessoas e feriram mais de 160, segundo a agência de notícias Amaq, vinculada à organização jihadista. Em comunicado divulgado em inglês, a agência afirma que combatentes do grupo “detonaram uma série de bombas, coletes e outros explosivos no Aeroporto Internacional de Zaventem e em uma estação de metrô do na estação de metrô Maelbeek, no centro de Bruxelas, capital da Bélgica, um país que participa da coalizão internacional contra o Estado Islâmico”.

Anteriormente, em um comunicado publicado na plataforma Telegram, o EI tinha informado que a operação em Bruxelas “foi baseada em uma planificação e atuação em grande velocidade”. Os atentados na Bélgica ocorreram dias após a prisão de Saleh Abdeslam, principal suspeito dos ataques terroristas de Paris em novembro, após quatro meses de uma operação de busca e captura. O EI informou ainda que vai realizar “outras operações na Europa”.

Leia também

Ataques terroristas em Bruxelas deixam mais de 20 mortos

Líderes europeus se mobilizam após os ataques em Bruxelas

Zeca Camargo estava chegando a Bruxelas no momento dos atentados

Ataques coordenados com homens-bomba no aeroporto e em uma estação de metrô em Bruxelas deixaram pelo menos 34 mortos e mais de 160 feridos. “O Estado vai forçar vocês a reavaliarem seu pensamento mil vezes antes de se sentirem encorajados a matar islâmicos novamente, e saibam que os islâmicos agora têm um Estado para defendê-los”, escreveu um dos apoiadores do terror no Twitter.

(Da redação)

Saiba onde foram os ataques em Bruxelas

Vídeo: Pessoas desesperadas tentam sair do metrô em Bruxelas