Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

ELN liberta 11 funcionários sequestrados na Colômbia

Bogotá, 6 mar (EFE).- O Exército de Libertação Nacional (ELN), a segunda maior guerrilha da Colômbia, libertou nesta terça-feira 11 funcionários de uma empresa terceirizada por um consórcio petrolífero, que tinham sido sequestrados na semana passada, informou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

O grupo foi entregue ao CICV em uma área rural do departamento de Arauca, na fronteira com a Venezuela, pouco antes do meio-dia local (14h de Brasília), confirmou à Agência Efe a assessora de comunicação do organismo humanitário, María Cristina Rivera.

A porta-voz explicou que o CICV recebeu os 11 junto a uma missão formada também por representantes da Igreja Católica e da Defensoria Pública, aparentemente, em Saravena, cidade vizinha de Tame, onde ocorreu o sequestro múltiplo.

As vítimas, das quais em princípio se disse que eram nove, trabalham para o Consórcio Casanare Avançada, uma das empresas terceirizadas para a construção de um oleoduto – projeto liderado pela estatal Empresa Colombiana de Petróleos (Ecopetrol).

O chefe adjunto do CICV na Colômbia, Michael Kramer, explicou que a operação humanitária foi realizada ‘por solicitação direta do grupo armado e pedido das famílias’.

‘Queremos reiterar nossa disposição para continuar prestando nossos bons ofícios para a libertação de outras pessoas em poder de grupos armados’, acrescentou Kramer.

Os 11 civis foram sequestrados quando estavam em um ônibus na área, na região petrolífera de Arauca, onde se constrói o oleoduto Bicentenário, que terá 960 quilômetros. EFE