Clique e assine a partir de 9,90/mês

Elizabeth Warren encerra campanha para a Casa Branca

Decisão ocorre um dia depois dos resultados da Super Terça, quando a democrata ficou em terceiro lugar no estado que representa no Senado

Por Da Redação - Atualizado em 5 mar 2020, 13h35 - Publicado em 5 mar 2020, 12h54

A senadora Elizabeth Warren decidiu encerrar sua campanha como pré-candidata pelo Partido Democrata à Presidência dos Estados Unidos nesta quinta-feira, 5, segundo a imprensa americana. A decisão de Warren acontece um dia após a divulgação dos resultados da Super Terça, as prévias do partido em 14 estados e um território americano. A senadora não conseguiu bons resultados nas votações e ficou em terceiro em Massachusetts, estado que representa no Senado. 

Considerada progressista, Warren disputava o mesmo eleitorado do pré-candidato Bernie Sanders. É esperado que ela declare apoio ao seu rival porque, segundo a imprensa americana, as duas campanhas já estavam conversando sobre essa possibilidade na quarta-feira 4.

A senadora ficou conhecida por defender reformas profundas na economia dos Estados Unidos, como a regulação do setor financeiro, considerado por ela como o principal culpado pela crise econômica de 2008, que levou o país à maior recessões de sua história. Submetido a duras regras pelo governo democrata de Barack Obama, o setor se viu liberado pela gestão do republicano Donald Trump.

A derrocada de Warren começou a se acentuar na mesma medida em que a popularidade de Sanders aumentou, segundo o portal Real Clear Politics. Em outubro, a senadora chegou a alcançar 26% das intenções de voto, mas sua campanha perdeu força até atingir 13,5% neste mês.

Com sua saída, o partido Democrata se divide entre a ala mais à esquerda, representada por Sanders, e a mais moderada, com o ex-vice-presidente Joe Biden.

Continua após a publicidade
Publicidade