Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Democratas decidem processar Trump por receber de outros governos

Os procuradores-gerais de Maryland e do Distrito de Colúmbia denunciaram o presidente americano pelo mesmo motivo na última segunda-feira

Por Da redação Atualizado em 16 jun 2017, 16h17 - Publicado em 14 jun 2017, 09h23

Cerca de 200 membros democratas do Congresso americano devem entrar com uma ação judicial nesta quarta-feira contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por violar a constituição ao aceitar pagamentos de governos estrangeiros por meio de suas empresas.

“O presidente Trump tem conflito de interesses com pelo menos 25 países, e aparentemente está usando a presidência para maximizar seus ganhos”, disse o deputado John Conyers, relatou a agência de notícias Reuters. 

A ação envolve 30 senadores e 166 deputados democratas. Trata-se da maior ação de congressistas contra um presidente americano na história do país. Os parlamentares afirmam que Trump violou uma cláusula da Constituição que proíbe membros do governo de receber pagamentos e presentes de governos estrangeiros sem a aprovação do Congresso.

  • Na segunda-feira, os procuradores-gerais do estado de Maryland e do Distrito de Colúmbia denunciaram Trump por receber “milhões em pagamentos e benefícios de governos estrangeiros” por negociações das quais ele não se desvinculou totalmente. Empresas também entraram com ações similares.

    A Casa Branca nega as acusações. O porta-voz da sede do governo americano afirmou que as ações são de natureza política.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade