Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dalai Lama critica reação chinesa ao Nobel da Paz

O Dalai Lama, líder espiritual do budismo tibetano, que vive no exílio, criticou nesta segunda-feira a resposta da China à entrega do prêmio Nobel da Paz ao dissidente chinês Liu Xiaobo, segundo a agência japonesa Kyodo. “O governo chinês não aprecia absolutamente nenhuma oposição”, declarou o Dalai Lama, premiado com o Nobel da Paz em 1989. “A única solução para salvar todo o povo da China é seguir para uma sociedade aberta e transparente, mas alguns partidários da linha dura são regidos por uma forma retrógrada de pensar”, completou o Dalai Lama.

O Nobel da Paz foi concedido na sexta-feira ao dissidente chinês Liu Xiaobo, que cumpre uma condenação de 11 anos de prisão. Segundo o governo da China, a escolha do Comitê Nobel norueguês é contrária aos princípios do prêmio. “Liu Xiaobo é um criminoso condenado pelo sistema judicial chinês porque infringiu as leis chinesas”, destacou Pequim. O Dalai Lama já havia felicitado Liu Xiaobo. Ele também pediu a libertação imediata do dissidente. No domingo, a ONG Human Rights Watch divulgou que, ao saber do prêmio, Liu o dedicou às vítimas do massacre da Praça da Paz Celestial, em 1989.

(Com agência France-Presse)