Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Covid-19: China não registra casos de transmissão comunitária há 11 dias

Governo central afirma que, em todo o país, apenas cerca de 325 pessoas ainda estão infectadas, entre elas quatro internadas em estado grave

Por Da Redação Atualizado em 27 ago 2020, 17h58 - Publicado em 27 ago 2020, 17h30

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou na quarta-feira 26 que o país não registra nenhum caso de transmissão local da Covid-19 há 11 dias. Nesse período, foram apenas relatadas contaminações importadas, ou seja, quando o paciente é infectado no exterior.

As autoridades anunciaram oito casos importados na quarta-feira. Segundo dados desta quinta-feira, 27, do The New York Times, o número total dos últimos sete dias não chega a 250. Assim, a China contabilizou menos de uma nova infecção por 100.000 habitantes na última semana.

Quanto às mortes, o governo chinês não registrou nenhuma na quarta-feira. Não há relatos de mortos pela Covid-19 na China há pelo menos sete dias, reportou o Times. Considerando desde o início da pandemia, cerca de 4.600 pessoas morreram.

A comissão também afirmou que existem cerca de 325 casos ativos da doença em todo o país, com quatro pacientes internados em estado grave.

ASSINE VEJA

Aborto: por que o Brasil está tão atrasado nesse debate Leia nesta edição: as discussões sobre o aborto no Brasil, os áudios inéditos da mulher de Queiroz e as novas revelações de Cabral
Clique e Assine
Continua após a publicidade

Cautela

De acordo um artigo de julho publicado pela organização não-governamental americana Comitê para Proteger Jornalistas (CPJ), os dados da Covid-19 anunciados pelo governo da China devem ser lidos com cautela.

Darren Long, jornalista do South China Morning Post, do território semi-autônomo de Hong Kong, disse ao CPJ que as autoridades chinesas não esclarecem se contabilizam algumas variáveis, como, por exemplo, casos letais em que a Covid-19 era apenas uma condição secundária no quadro clínico do paciente.

Além disso, é censurada na mídia local qualquer dado sobre contaminações na China que não sejam oficiais.

Segundo o CPJ, Long aconselhou a enxergar as estatísticas do governo chinês apenas como ilustrativas da tendência de disseminação da Covid-19.

(Com EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade