Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Costa Concordia volta a flutuar e seguirá para Gênova

Navio será elevado e transportado 30 metros mar adentro antes de ser rebocado. Transatlântico será desmontado ao chegar a seu destino final

Por Da Redação 14 jul 2014, 08h42

O navio de cruzeiro Costa Concordia, que naufragou em frente à ilha italiana de Giglio, na Toscana, em janeiro de 2012 e deixou 32 pessoas mortas, voltou a flutuar nesta segunda-feira, informaram as autoridades envolvidas nas operações de resgate do navio.

Leia também:

Vídeo inédito traz imagens do interior do navio Costa Concordia

Capitão culpa tripulação por naufrágio do Costa Concordia

Fotos mostram o interior do Costa Concordia depois do naufrágio

As operações para colocar a carcaça do navio em flutuação foram iniciadas às 6h locais (1h do horário de Brasília) e, mesmo antes do encerramento desta primeira fase, a embarcação já havia se desprendido das plataformas artificiais em que seguia apoiada de maneira temporária. Na sequência, de acordo com o plano de resgate, o navio Costa Concordia será elevado e carregado 30 metros mar adentro.

Continua após a publicidade

Destino final – Após essa operação, o Costa Concordia será rebocado à cidade portuária de Gênova, que está a 240 quilômetros de distância do local atual da embarcação. Em Gênova, o navio será inteiramente desmontado, como anunciou o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, no último dia 30 de junho.

No início de junho, o jornal italiano La Repubblica divulgou imagens internas inéditas do transatlântico. A gravação foi feita por mergulhadores da polícia de Gênova. Nas imagens, é possível ver móveis e objetos submersos, além da estrutura do cruzeiro e detalhes da decoração. Na parte final do vídeo de quase nove minutos, os mergulhadores chegam ao átrio central e as cores dos murais ficam mais nítidas.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade