Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conselho de Segurança convoca reunião após violência na fronteira de Gaza

Forças israelenses mataram pelo menos dezesseis palestinos e deixaram mais de 1.000 feridos

O Conselho de Segurança da ONU convocou nesta sexta-feira uma reunião de emergência após a violência registrada na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel, que deixou pelo menos dezesseis palestinos mortos e mais de 1.000 feridos. A reunião irá ocorrer às 17h30 locais (19h30 em Brasília) após os incidentes registrados durante a Grande Marcha do Retorno, organizada pelo Hamas em cinco pontos da fronteira.

Segundo o Exército de Israel, 17.000 pessoas responderam à convocação do Hamas, em uma manifestação apoiada por outros grupos e pelo presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas. Os organizadores garantiram que fariam um protesto pacífico, mas, em várias regiões, pedras foram lançadas contra soldados israelenses, que reprimiram os atos com violência.

Observadores locais afirmam que 40.000 pessoas participaram da marcha convocada pelo Hamas. Os manifestantes, que carregavam bandeiras palestinas e cantavam slogans nacionalistas, foram se aproximando da cerca de segurança que separa Gaza de Israel, superando o limite de 700 metros de distância previsto.

O Exército de Israel afirmou que bombas incendiárias, pedras e pneus em chamas foram lançados contra os soldados. Em resposta, eles utilizaram “meios de dispersão e dispararam contra os principais instigadores da violência”.

Os organizadores montaram grandes tendas a 700 metros da fronteira para a Grande Marcha do Retorno, com o objetivo de permanecer no local até o dia 15 de maio, data da celebração da Nakba, que marca o início do exílio palestino após a criação do Estado de Israel, em 1948.