Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Com reabertura para viajantes, EUA voltam a emitir vistos para brasileiros

Entrevistas serão retomadas em 8 de novembro nas seções consulares de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife

Por Da Redação 26 out 2021, 16h23

Após a divulgação de novas regras para permitir o ingresso de viajantes internacionais nos Estados Unidos, a embaixada americana no Brasil anunciou nesta terça-feira, 26, que irá retomar a emissão de vistos para brasileiros.

Entrevistas serão retomadas em 8 de novembro nas seções consulares de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Apesar de previsão de aumento na fila de espera para agendamentos, haverá abertura de novas vagas de entrevistas ainda este ano, segundo a embaixada.

Desde maio de 2020, por conta da pandemia de Covid-19, a emissão de novos vistos esteve praticamente interrompida, salvo solicitações de vistos de estudante ou solicitações que se qualificam para uma autorização de embarque conhecida como National Interest Exception. Também foi adotado um esquema de prioridade para pessoas em situação de emergência, como tratamentos médicos.

No mesmo dia da retomada das entrevistas, 8 de novembro, entram em vigor as novas regras para ingresso de viajantes internacionais em solo americano, que valem para todos os países, inclusive o Brasil. Turistas  completamente imunizados contra a Covid-19 poderão entrar se provarem que estão vacinados e apresentarem teste negativo para a doença.

A Casa Branca também divulgou que aceitará a entrada de pessoas que tenham tomado duas doses de imunizantes diferentes. Há, porém, uma condição: as vacinas precisam ser aprovadas pelos órgãos reguladores – a FDA, equivalente à Avisa, ou a Organização Mundial da Saúde (OMS). A regra contempla todas as vacinas aplicadas no Brasil.

Antes da liberação, não era possível embarcar direto do Brasil para território americano. Para entrar nos EUA, brasileiros que tinham visto válido precisavam cumprir um período de quarentena em um país que não fosse alvo de restrições americanas, como México.

Com a abertura dos EUA, a disponibilidade de destinos turísticos livres aos brasileiros aumenta ainda mais. Diversos países europeus, entre eles Alemanha, Espanha, França e Suíça, também já permitem a entrada de viajantes vacinados com as duas doses, apesar de a Coronavac não ser aceita em todo o continente.

Portugal reabriu em 1º de setembro para os turistas brasileiros, mesmo os não vacinados. Já o Reino Unido aceitará a partir de 11 de outubro os viajantes que tenham tomado as duas doses de AstraZeneca ou Pfizer, ou a dose única da Janssen, há mais de 14 dias.

Continua após a publicidade

Publicidade