Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Censo dos EUA indica maior diversidade e queda inédita na população branca

Aumento de pessoas que se identificam como multirraciais, hispânicas ou asiáticas é responsável pelo fenômeno

Por Da Redação Atualizado em 12 ago 2021, 20h10 - Publicado em 12 ago 2021, 20h08

Pela primeira vez na história, a população branca dos Estados Unidos diminuiu, à medida que o país se torna mais diverso etnicamente, indicou o Censo americano, divulgou nesta quinta-feira, 12. O aumento de pessoas que se identificam como multirraciais, hispânicas ou asiáticas é responsável pelo fenômeno, e também pelo crescimento populacional entre 2010 e 2020.

Embora os brancos ainda sejam o grupo racial mais considerável numericamente no país, o censo registrou 57,8%, o que indica uma diminuição de 8,6% durante a década. Esse foi o número mais baixo da história.

A pesquisa também deu destaque a outros aspectos da mudança populacional, como o fato de que mais da metade de todos os condados americanos perdeu população durante o tempo analisado.

O crescimento populacional também é um dos menores da história, perdendo apenas para o ano de 1930. Houve aumento de apenas 7,4% em relação a década anterior.

As cidades de crescimento mais rápido nos EUA estão em áreas suburbanas, como é o caso de Buckeye, localizado no subúrbio de Phoenix, Arizona. A população de lá aumentou  em quase 80%.

Phoenix também entrou para a lista das cinco maiores cidades dos Estados Unidos, desbancando Filadélfia. Agora as cinco maiores são Nova York, Los Angeles, Chicago, Houston e Phoenix, respectivamente. 

A comunidade de aposentados na Flórida, The Villages, é a área metropolitana de crescimento mais rápido no país, segundo o censo.

As informações do censo também dão início a uma feroz batalha partidária nos EUA, já que os estados usam os dados locais para começar a desenhar distritos legislativos estaduais e do Congresso para a próxima década. Analistas eleitorais avaliam que os republicanos poderiam acabar com a pequena vantagem dos democratas na Câmara apenas por meio de rearranjos dos distritos.

Continua após a publicidade
Publicidade