Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais de 170 presos em celebração do Dia da Bastilha em Paris

Franceses receberam com assobios e vaias o presidente Emmanuel Macron na avenida Champs Élysées

A Polícia da França prendeu neste domingo, 14, 175 pessoas em Paris durante os atos de celebração do Dia da Bastilha, segundo o jornal Le Monde. 

A maioria das pessoas foi detida por participar de uma manifestação não autorizada. Também houve detenções por violência contra a autoridade, destruição de bens públicos e posse de armas.

Segundo a emissora CNews, entre os detidos estão Jérôme Rodrigues e Éric Drouet, figuras destacadas do movimento dos “coletes amarelos”.

A situação foi especialmente tensa no início da comemoração na avenida Champs Élysées, onde algumas pessoas receberam com assobios e vaias o presidente da França, Emmanuel Macron, e ao final, com cantos contra o capitalismo.

Policiais entraram em confronto com manifestantes e usaram gás lacrimogêneo contra alguns grupos depois que um banheiro químico foi incendiado e algumas pessoas lançaram objetos contra os agentes.

“Os que tentaram impedir este desfile deveriam ter um pouco de vergonha. Hoje é um dia no qual a nação se une e acredito que a nação deve ser respeitada”, afirmou à imprensa o ministro francês do Interior, Christophe Castaner.

O Dia da Bastilha comemora a tomada da prisão da Bastilha em 1789, um dos principais eventos da Revolução Francesa. O dia tornou-se um feriado nacional na França.

Bandeiras dos 10 países da Iniciativa Europeia de Intervenção, um pacto militar conjunto criado no ano passado, estavam na parada militar do domingo pela avenida Champs Elysees.

Depois de percorrer a famosa avenida em um veículo militar escoltado por motocicletas e membros da cavalaria, Macron se juntou aos líderes, incluindo o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, e o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, para o desfile, que começou com uma demonstração de inovações tecnológicas.

Embora a exibição incluísse mais de 4.000 forças armadas, 69 aviões e 39 helicópteros, seu maior interesse era um homem que voava pelo ar em um dispositivo flyboard – a invenção do ex-campeão francês de jet ski, Franky Zapata.

(Com EFE e Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Pois é… essa é a bela e elegante França, e essa é a forma como agora comemoram o Dia da Bastilha! Triste!

    Curtir