Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cartel do México anuncia trégua em conflito na fronteira com os EUA

Em guerra há mais de 10 anos pelo controle da região, facções espalham cartazes por todo o estado de Tamaulipas

Por Da Redação Atualizado em 27 jul 2021, 16h46 - Publicado em 27 jul 2021, 16h32

Três facções ligadas ao poderoso cartel do Golfo do México anunciaram uma trégua na madrugada desta terça-feira, 27. A trégua foi confirmada pela polícia do estado de Tamaulipas após os traficantes espalharem uma série de cartazes em cidades da região, que faz fronteira com o estado americano do Texas.

O México tem registrado uma média de 35.000 homicídios anuais. Trata-se de uma das taxas de violência mais elevadas do planeta. A maior parte dos crimes, segundo autoridades locais, está diretamente ligada ao tráfico de drogas.

Fotos espalhadas ao longo da madrugada mostram que os cartazes foram impressos nas cores da bandeira do México e que continham slogans celebrando o acordo. De acordo com a polícia, quatro pessoas foram presas suspeitas de pendurar o anúncio em mais de seis cidades do estado.

Os estandartes foram assinados por três das principais facções criminosas de uma disputa territorial que já dura uma década. As assinaturas dos Metrôs, os Escorpiões e os Vermelhos puderam ser vistas, não ficando claro se uma quarta associação, os Ciclones, também estava envolvida.

As mensagens enviadas pelos cartéis costumam conter muita brutalidade, acompanhadas comumente de corpos de rivais mortos.

Nesta segunda, porém, a linguagem escolhida foi mais branda, inclusive com o desenho de uma pomba branca com um ramo de oliveira, símbolo da paz. “Anunciamos que chegamos a um acordo de paz”, dizia um dos cartazes espalhados pelos bandidos. 

Os Metrôs são considerados uma das maiores facções do cartel do Golfo do México e dominam todo o município de Reynosa. Os promotores de Tamaulipas dizem que os assassinatos ocorridos em junho na cidade são de autoria dos Escorpiões e dos Ciclones. Na ocasião, 15 pessoas foram mortas.

Continua após a publicidade
Publicidade