Clique e assine com até 92% de desconto

Busca submarina pelo MH370 termina antes do previsto

Missão foi abortada após o robô submarino ser enviado a uma profundidade além da que é suportada pelo seu mecanismo. Nenhum destroço foi encontrado

Por Da Redação 15 abr 2014, 17h05

A segunda operação submarina para localizar o avião desaparecido da Malaysia Airlines terminou nesta terça-feira antes do prazo previsto pelas equipes de resgate. Segundo a CNN, o robô Bluefin-21 chegou a ficar submerso por quatro horas quando atingiu uma profundidade além da que era suportada por seu mecanismo operacional. Um propulsor automático foi então acionado e levou o aparelho de volta à superfície. Na segunda-feira, o mesmo procedimento impediu que os investigadores alcançassem o fundo do Oceano Índico. A expectativa era de que o robô ficasse submerso por vinte horas, mas a missão foi abortada oito horas depois de o Bluefin-21 alcançar uma profundidade superior ao limite de 4.500 metros.

Saiba mais:

Mancha de óleo é avistada em área de busca pelo MH370

O tamanho da encrenca na busca pelo avião desaparecido

Nenhum destroço do avião foi encontrado até o momento pelo Bluefin-21. Uma nova tentativa será feita nesta quarta-feira de manhã, quando as equipes de resgate pretendem deixar o equipamento submerso por ao menos dez horas. Especialistas afirmaram que não há nada de errado com o aparelho, mas que as equipes não possuem conhecimento suficiente do fundo oceânico. “O veículo está monitorando o solo. Quando o solo afunda, o veículo também afunda e aciona o mecanismo que o impulsiona para cima novamente”, disse o oceanógrafo David Gallo.

Continua após a publicidade

O Bluefin-21 é equipado com sondas sonoras e uma câmera capaz de tirar fotos em terceira dimensão das profundezas do oceano. Uma embarcação britânica também foi deslocada para determinar quais são as áreas de busca em que o robô pode ser utilizado sem que haja riscos de atingir sua máxima profundidade. A região vasculhada está localizada a 2.500 quilômetros da costa de Perth, na Austrália. O principal objetivo do robô é localizar as caixas-pretas do avião, uma vez que as baterias capazes de emitir sinais sonoros já se esgotaram.

Leia também:

Conheça os equipamentos de busca do avião desaparecido

Copiloto de avião desaparecido tentou ligar do celular, diz jornal

Buscas na superfície – Com o foco das equipes voltado para as operações submarinas, as buscas de aviões e embarcações por destroços que poderiam estar boiando na superfície do oceano serão encerradas daqui alguns dias. “Completaremos nos próximos dois a três dias as buscas por materiais que estariam flutuando na superfície da área em que acreditamos que a aeronave possa ter caído”, disse Angus Houston, chefe das operações de resgate australianas. Satélites chegaram a registrar diversos objetos que poderiam ter conexão com a aeronave da Malaysia, mas nenhuma pista conclusiva ou destroço foi localizado.

Continua após a publicidade
Publicidade