Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Ao vivoAmarelas ao Vivo entrevista Alvaro Dias, do Podemos

Evento de VEJA já ouviu os presidenciáveis João Amoêdo (Novo) e Geraldo Alckmin (PSDB). Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (MDB) também serão sabatinados

Britânicos utilizam redes sociais para cumprimentar Elizabeth II por jubileu

Londres, 6 fev (EFE).- Centenas de cidadãos britânicos e de outras partes do mundo utilizaram as redes sociais nesta segunda-feira para cumprimentar a rainha Elizabeth II no dia no qual completa 60 anos no trono do Reino Unido.

Como havia ocorrido há alguns meses quando o príncipe William e Kate Middleton se casaram, as inúmeras mensagens de apoio à rainha, de 85 anos, se sobrepuseram a algumas vozes críticas à monarquia britânica que também se expressaram pela internet.

‘Sessenta anos de serviço e cumprimento de seus deveres. Graças a Vossa Majestade Elizabeth II’, manifestou no Twitter Ben James, que se declara ‘empreendedor, monarquista e amante das motos’.

Em um dia no qual os meios de comunicação britânicos fizeram uma ampla cobertura sobre o Jubileu de Diamante da rainha, as mensagens sobre a família real se multiplicavam: ‘Hoje se cumprem 60 anos de reinado. Incrível. Me sinto orgulhoso de ser monarquista’, disse William Connolly, um jovem estudante de jornalismo irlandês que vive na Inglaterra.

No site criado pelo Palácio de Buckingham para comemorar a data (thediamondjubilee.org) e lançado nesta segunda, os cidadãos também podiam deixar seus cumprimentos, que eram revisados antes de aparecerem publicados.

De Melbourne, na Austrália, Lorna Franklin mostrava seu apreço pela monarca: ‘Vossa Majestade, lhe felicito do fundo do meu coração por esta conquista maravilhoso. Deus abençoe a senhora e a sua família’.

Além disso, manifestações de afeto foram enviadas de diferentes partes do mundo pelo Twitter com hashtags como #diamondqueen, #queenjubilee e #godsavethequeen.

Vários políticos também cumprimentaram a rainha pelo Twitter, como o prefeito de Londres, o conservador Boris Johnson, que celebrava o ‘brilhante’ Jubileu de Diamante da monarca, e o ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague, que felicitou Elizabeth II por seus ‘extraordinários’ 60 anos no trono.

As manifestações de afeto eram maioria, mas também foram feitas algumas queixas de cidadãos incomodados com as celebrações, como o inglês Chris Butler, que trabalha na indústria musical e que fez um chamado para que as pessoas se posicionem contra o Jubileu de Diamante, que será comemorado em junho.

‘Como posso dizer isto com certo tato, sem incomodar ninguém neste dia tão especial? Sou indiferente à rainha e seu jubileu’, declarou Butler.

Porém, as mensagens negativas ficavam diluídas no mar de felicitações: ‘Para mim tanto faz o que digam, a rainha é legal’, avaliou a escritora Rondi Adamson. EFE