Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bento XVI usa marcapasso há algum tempo, diz Vaticano

Porta-voz disse que isso não influenciou decisão de renunciar

O Vaticano informou nesta terça-feira que o papa Bento XVI, de 85 anos, teve um marcapasso colocado há algum tempo. “Isso não teve influência na decisão, as razões foram sua percepção de que sua força havia diminuído com o avanço da idade”, disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, acrescentando que Bento XVI permanece com boa saúde, lúcido e sereno depois de anunciar sua renúncia.

O porta-voz acrescentou que a bateria do equipamento foi substituída há três meses, em uma pequena intervenção cirúrgica de rotina.

Leia também:

Como será a escolha do sucessor de Bento XVI

Papa cumpriu expectativas, mas deixa obra incompleta

antes do papado, fuga dos nazistas e guerra a comunistas

Papa: a vida pós-renúncia e o passo-a-passo da sucessão

Na segunda-feira, Bento XVI fez um pronunciamento em latim durante um consistório para a canonização de dois mártires no Vaticano. Ele afirmou que vai deixar o cargo no dia 28 de fevereiro devido à idade avançada, por “não ter mais forças”. Ele ressaltou estar “totalmente consciente” da gravidade de seu gesto. O papado de Joseph Aloisius Ratzinger, que sucedeu a era de João Paulo II, começou em 2005.

O Vaticano espera eleger um novo papa até a Páscoa, que neste ano será celebrada em 31 de março. Assim que for escolhido um novo pontífice, Bento XVI deve se mudar para um mosteiro dentro do Vaticano. Em sua declaração de renúncia, o papa disse que espera “servir a Santa Igreja de Deus no futuro através de uma vida dedicada à oração”.

Leia também:

Como será a escolha do sucessor de Bento XVI

Papa cumpriu expectativas, mas deixa obra incompleta

antes do papado, fuga dos nazistas e guerra a comunistas

Papa: a vida pós-renúncia e o passo-a-passo da sucessão