Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Vingança teria motivado ataque em trem na Alemanha

Em vídeo jihadista, jovem disse ser "um dos soldados do califado" e faz ameaças

Por Da redação 19 jul 2016, 19h55

Promotores da Alemanha afirmaram nesta terça-feira que o afegão de 17 anos que atacou passageiros em um trem na região da Baviera havia descoberto que um amigo foi morto no Afeganistão e quis se vingar. Na noite de segunda-feira, o refugiado atacou com um machado e uma faca passageiros de um trem regional e deixou quatro turistas de Hong Kong feridos, dois em estado grave. Ele foi morto pelos policiais enquanto tentava fugir.

Antes de sair para o ataque, o rapaz deixou uma carta na casa da família que o acolheu na Alemanha. “E agora rezem por mim, para que possa me vingar destes infiéis e vá para o céu”, escreveu o afegão. A carta era destinada a seu pai e foi achada no quarto da casa onde ele vivia, na pequena cidade de Ochsenfurt.

O jovem entrou no trem “com a decisão de matar passageiros totalmente desconhecidos” para se vingar pelo que os “infiéis” fizeram a seus “irmãos muçulmanos”, disse o promotor de Bamberg, Erik Ohlenschlager.

LEIA MAIS:
Homem ataca passageiros com machado em trem na Alemanha
EI reivindica ataque de jovem afegão em trem da Alemanha

Mais cedo, o ministro do Interior da Baviera, Joachim Herrmann, informou que os investigadores encontraram uma bandeira do EI no quarto do afegão, pintada à mão. Testemunhas ouviram o jovem gritar “Allah Akbar” (“Alá é grande”) durante o ataque.

O autor do ataque chegou à Alemanha há dois anos como menor desacompanhado e solicitou asilo no ano passado. Ele vivia em um centro para adolescentes refugiados até que, há duas semanas, passou a morar com uma família que o acolheu.

Vídeo jihadista

As autoridades do estado da Baviera confirmaram nesta terça-feira que o jovem que se declara “soldado do califado” no vídeo divulgado pelo Estado Islâmico é o refugiado afegão que atacou os passageiros ontem. O vídeo foi postado na internet pela agência de notícias Amaq, vinculada ao EI, e mostra um jovem com uma faca falando para a câmera.

O jovem, identificado pela agência do EI como Mohammed Riad, afirma no vídeo ser “um dos soldados do califado” e faz ameaças. “Vou degolar com esta faca e cortar seus pescoços com machados”. “Vivi entre vocês em suas casas e planejei (o ataque) contra vocês em seu território, vou degolá-los em suas casas e suas ruas”, afirmou o jovem.

Continua após a publicidade

Publicidade