Clique e assine a partir de 8,90/mês

Atentado em reduto talibã de Kandahar deixa nove mortos

Por Jangir - 5 fev 2012, 15h13

Nove pessoas morreram, entre elas sete policiais, em um atentado contra o estacionamento da sede central da polícia em Kandahar, reduto dos talibãs no sul do Afeganistão, noticiou neste domingo a presidência afegã.

Segundo um comunicado da presidência, outras 19 pessoas ficaram feridas. “Visar zonas povoadas por civis mostra claramente a inimzade (dos autores do ataque) com o povo inocente”, declarou em um comunicado o presidente afegão, Hamid Karzai.

Mais cedo, o ministério do Interior afegão tinha informado sete mortos, dos quais três policiais, e o governador de Kandahar, Tooryalai Wesa, havia anunciado a morte de cinco policiais e duas crianças, além de 19 feridos.

“Por volta das 12h00 locais (05h00 locais), um camicase fez explodir seu carro cheio de explosivos no primeiro distrito de Kandahar”, informou o ministério do Interior.

Minutos após os fatos, a AFP viu no local do atentado as carcaças de quatro carros da polícia.

Kandahar, principal cidade do sul do país, era a capital do regime dos talibãs (1996-2001) até estes serem depostos por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos. Desde então, combatem o governo afegão e seus aliados da Otan.

Os fatos violentos relacionados com o conflito ocorrem, sobretudo, no sul e no leste do país, principais redutos dos talibãs e seus aliados, segundo a ONU.

Os rebeldes atacam principalmente as forças de segurança afegãs, que devem substituir os efetivos estrangeiros e garantir a segurança no país em fins de 2014, quando a Otan prevê retirar o conjunto de suas forças de combate.

No começo de janeiro, os talibãs se disseram dispostos a abrir um escritório no exterior para iniciar eventuais negociações de paz com os Estados Unidos, em troca da libertação de seus prisioneiros detidos na base americana de Guantánamo (Cuba). Mas não declararam um cessar-fogo e continuam seus ataques.

Continua após a publicidade
Publicidade