Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque com coquetéis molotov mata 25 pessoas em bar no México

Presidente Manuel López Obrador qualificou atentado como 'desumano'; um dos suspeitos foi libertado da prisão recentemente

Vinte e cinco pessoas morreram e cerca de treze ficaram feridas em um ataque com coquetéis molotov contra o bar O Cavalo Branco, em Coatzacoalcosno, sul do México, na noite de terça-feira 27. A imprensa local indicou que o incêndio no local aconteceu depois da invasão de várias pessoas munidas com os coquetéis molotov.

Na sua reunião matinal com jornalistas, o presidente mexicano, Manuel López Obrador, disse que “os criminosos entraram, fecharam todas as portas e botaram fogo no bar”.

Inicialmente, o número de mortos era de 23, sendo oito mulheres e quinze homens, e treze feridos, mas Obrador confirmou o óbito de mais duas pessoas, sem especificar o gênero ou o total de feridos. O presidente mexicano classificou o ataque de “desumano”.

Ainda segundo Obrador, a Procuradoria Geral do México está realizando as primeiras investigações porque os suspeitos “estavam presos, mas foram soltos”.

O governador de Vera Cruz, Cuitláhuac García Jiménez, disse que um dos mandantes do crime é um homem conhecido por “La Loca”, que havia sido preso em julho pelo exército, mas liberado recentemente da prisão.

García afirmou no Twitter que “a Guarda Nacional, o Exército Mexicano e a Secretaria da Marinha, entre outros, perseguem os sujeitos que incendiaram o bar”. “Gangues não serão mais toleradas” disse, adicionando que a polícia, as Forças Armadas e a Guarda Nacional estão procurando os suspeitos.