Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

VEJA COMER & BEBER 2019: As melhores cervejarias e choperias de Salvador

Lista integra 20ª edição do guia gastronômico da capital

Por Daniel Salles, Ana Geisa Lima, Camila Botto, Joana Maltez, Maiana Brito, Mariani Campos e Marília Simões - Atualizado em 4 dez 2019, 01h01 - Publicado em 4 dez 2019, 00h01

Choperia Salvador

Entre os chopes produzidos artesanalmente, há desde versões mais leves, como a lager (R$ 8,00, 300 mililitros), até outras mais intensas e lupuladas, caso da IPA (R$ 14,00, 300 mililitros). Na dúvida, vale bater um papo com o sommelier. Dos petiscos, o bolinho de vaca atolada, com massa de aipim e recheio de carne de costela, custa R$ 29,00 (oito unidades). Rua Borges dos Reis, 46, Rio Vermelho,99112-9794 e 99994-6362 (40 lugares). 18h/0h (sáb. a partir das 19h; dom. 16h/21h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2018.

Kombita Chopp

Agora a famosa Kombi da marca fica estacionada no espaço colaborativo Na Garagem. Da boa variedade de chopes artesanais, alguns dos mais procurados são o IPA da paulista Dogma (R$ 20,00, 300 mililitros) e o golden ale da marca baiana Sotera (R$ 10,00, 300 mililitros). Ótima opção para quem chega com um grupo de amigos, há jarra com 1 litro — preenchida com a IPA da Proa, sai a R$ 37,00. Avenida Professor Sabino Silva, 179, Chame-Chame,98721-6309 (70 lugares). 17h/22h (qui. até 23h; sex. e sáb. até 0h; dom. 18h/22h; fecha seg.). Aberto em 2017.

Publicidade

Lebowiski Pub

Como avança aberto pela madrugada, é o endereço certo para finalizar a balada com aquela cervejinha gelada. A oferta é tentadora: toda semana chegam novos rótulos de cerveja artesanal como a Brazilian IPA Manga, da Barco (R$ 32,00, 600 mililitros). De duas torneiras de chope saem opções como a APA da baiana Nylkito Beer (R$ 12,00, 330 mililitros). Para petiscar, são famosas na casa as empanadas argentinas em sabores como carne picante, frango ou margherita (R$ 11,00 cada uma). Rua da Paciência, 127, Rio Vermelho,99957-0244. (50 lugares). 21h/6h (qua. até 4h; fecha dom. a ter.). Aberto em 2017.

Mestre-Cervejeiro.com

A franquia do Rio Grande do Sul reforça a cultura cervejeira na cidade com uma oferta de 150 rótulos. Entre eles, opções internacionais como a IPA produzida pela grife belga Delirium (R$ 27,00, 330 mililitros). Nas duas torneiras de chope, as sugestões se revezam, mas uma das mais frequentes é a APA da baiana Sotero (R$ 14,00, 300 mililitros). Dos comes, o salsichão alemão de pernil (R$ 25,00) está entre os preferidos do público. Rua Almirante Carlos Paraguassú de Sá, 36, Pituba,3371-4902 (30 lugares). 13h/22h (sáb. a partir das 11h; fecha dom.). Aberto em 2016.

Publicidade

Peritus Bar

O dono, Leonardo Prates, é engenheiro e tocou a reforma da casa, que tem varanda e área interna climatizada. No bar, catorze torneiras oferecem cervejas artesanais nacionais, entre elas a lager da baiana Proa (R$ 10,00, 300 mililitros). Para petiscar, o pão de queijo com pernil ao molho de cerveja preta (R$ 28,00, cinco unidades), receita da mãe de Prates, é o preferido dos clientes. Mas a cozinha também despacha porções de bolinho de moqueca de camarão com vinagrete (R$ 22,00, seis unidades). Rua das Dálias, 540, Pituba,99964-3616 (120 lugares). 18h/1h (sáb. 16h/2h; dom. 11h/22h; fecha seg.). Aberto em 2019.

Proa Salvador

O bar da cervejaria de Lauro de Freitas é equipado com dezesseis torneiras e oferece diariamente catorze rótulos próprios, além de dois convidados. A queridinha dos clientes é a american IPA (R$ 12,00, 300 mililitros), que é bem aromática e lembra frutas amarelas. Para aplacar a fome, a oferta de petiscos inclui salsicha alemã fatiada (R$ 28,00, 200 gramas) e empanadas (R$ 22,00, três unidades). Rua das Hortênsias, 288, Pituba,99226-6850 (73 lugares). 17h/23h (sex. e sáb. 16h/1h30; dom. 16h/22h). Aberto em 2019.

Publicidade

Rhoncus Pub & Beer Store

Um dos pioneiros no mercado de cervejas artesanais da capital, o bar inaugurou em junho uma ampla filial no Caminho das Árvores. A carta dessas bebidas destaca rótulos da casa, produzidos no Rio Grande do Sul. Um deles é o da imperial IPA Rhoncus Loco (R$ 29,00, 500 mililitros), que harmoniza bem com a picanha servida com duas guarnições à escolha (R$ 52,00). Rua Oswaldo Cruz, 122, Rio Vermelho,99372-6738 (180 lugares). 20h/3h (fecha de dom. a qua.); Alameda das Algarobas, 76, Caminho das Árvores,99372-6738 (214 lugares). 18h/0h (sex. e sáb também almoço a partir das 12h; dom. 12h/18h; fecha seg.). Aberto em 2014.

The Bunker — Beer Culture

Uma carta com 200 rótulos aliada a cursos de harmonização realizados quinzenalmente é o trunfo deste endereço. Nas quatro torneiras de chope, a oferta é renovada toda semana, mas uma sugestão que costuma aparecer por ali é a IPA Coruja (R$ 15,00, 300 mililitros), de Curitiba. Entre as garrafas, um rótulo bem procurado é a double IPA da marca local Água de Meninos, cerveja que leva rapadura em sua composição (R$ 36,90, 600 mililitros). Para enganar a fome, tem boa saída o sanduíche de pastrami (R$ 44,90). Rua Alexandre Herculano, 45, Pituba,2132-5337 (45 lugares). 17h/0h (fecha seg.). Aberto em 2018.

Publicidade

Vitrine da Cerveja (campeã de 2019)

As voltas que a vida dá. Numa época, você tem o hábito de se aboletar num boteco ao lado de um engradado e só ir embora depois de completá-lo com garrafas vazias, de cerveja pilsen. Em outra, encerra os trabalhos no terceiro chope e idolatra estilos amargos como stout e india pale ale. Nem uma década se passou entre uma época e outra, mas, se você vivenciou as duas, como o baiano Claiton Santos, a mais antiga parece que foi em outra vida. As primeiras artesanais ele provou na fábrica da Baden Baden, em Campos do Jordão (SP), em 2012, durante uma viagem organizada para afogar as mágoas — Santos acabara de perder o emprego de gerente de vendas de uma empreiteira. Voltou para casa, em Salvador, aficionado da red ale da cervejaria. Foi a dificuldade em encontrá-la na cidade, assim como a maioria das artesanais, que lhe deu a ideia da Vitrine da Cerveja. Inicialmente uma loja e-commerce, o bar ocupa a sobreloja de um supermercado e oferece cerca de 280 rótulos, 80% deles nacionais. Para quem procura sabores locais, o dono indica a IPA da cervejaria 2 de Julho, de Lauro de Freitas (R$ 25,90, 500 mililitros), e a Vodoo, do mesmo estilo, produzida pela Sertões, de Feira de Santana (R$ 23,90, 500 mililitros). As campeãs em dias quentes vêm de São Paulo: a juicy IPA Green Force #7, da Croma (R$ 39,90, 473 mililitros), e a double IPA Citra Lover, da Dogma (R$ 38,90, 473 mililitros). Um dos chopes que costumam ser engatados nas sete torneiras afixadas na parede é o Poncho, stout da gaúcha Vintage Craft Beer (R$ 10,00, 330 mililitros). As opções para mastigar ainda se resumem a salsicha alemã com dois tipos de mostarda e pão (R$ 25,00) e petiscos do gênero. Alameda Benevento, 245, loja 101, Parque Júlio César, Pituba, ☎ 2137-0669 (40 lugares). 9h/21h (seg. 14h/19h; sex. até 23h; fecha dom.). Aberto em 2013.

Quer conhecer todos os campeões de VEJA COMER & BEBER e o roteiro completo de comidinhas, bares e restaurantes em Salvador? Clique aqui.

Publicidade