Clique e assine com 88% de desconto

Veja Comer & Beber: Shanti prepara a melhor refeição saudável de Salvador

Com decoração colorida e cardápio que muda todos os dias, o restaurante vence a disputa na estreia do prêmio

Por Daniel Salles - Atualizado em 30 nov 2019, 01h01 - Publicado em 30 nov 2019, 00h01

De proteção espiritual o restaurante parece estar muito bem servido. No sincrético altar montado na entrada dividem espaço uma estátua de Buda, outra de Iemanjá, uma de Oxum e uma de Santa Catarina. Instalado numa sobreloja, o Shanti é todo decorado com mandalas, tecidos indianos e plantas suspensas. As mesas com toalhas coloridas estão espalhadas por três ambientes, duas salas com tatame e um jardim de inverno. Descalços, os garçons parecem recém-saídos da ioga e devem manter a calma até perante os clientes mais difíceis. O endereço não abraça uma, mas dezenas de culinárias, como a marroquina, a indiana, a árabe e a tailandesa — o ponto em comum é a alimentação saudável. A cozinha se dedica só a uma delas a cada dia, e a seleção semanal é informada por meio das redes sociais. A refeição é composta, no geral, de nove itens, incluindo a sobremesa, que chegam juntos em uma bandeja. Custa R$ 45,00 por pessoa ou, com uma proteína, R$ 53,00. Quando o tema é comida indiana, a pedida pode trazer, por exemplo, peixe do dia marinado em cúrcuma e grelhado com óleo de coco, chutney de manga com passas e arroz com vegetais, iogurte e especiarias, entre outros pratos. O arroz de jasmim com raspas de limão-siciliano e os legumes ao molho curry com leite de coco e castanha-de-caju são algumas sugestões do menu inspirado na Tailândia. Para acompanhar há kombuchas e sucos encorpados, como o de melancia, gengibre e manjericão (R$ 13,00, 500 mililitros), mas também drinques e cerveja. O coquetel com gim Amázzoni, maracujá, capimsanto e limão- siciliano custa R$ 24,00. Rua João Gomes, 10, Rio Vermelho, ☎ 3011-2646 (65 lugares). 12h/16h (fecha seg.). Aberto em 2016. $

2º lugar – Manjericão

Recebe os clientes com um colorido bufê que não inclui receitas com carnes vermelhas. Costumam aparecer sugestões como moqueca de palmito com dendê, nhoque feito de fruta-pão e pescada-amarela frita com farofa de gengibre. Também fazem sucesso a quiche de banana-da-terra e o frango em cubos com quiabo, além da boa variedade de saladas. Os clientes se servem e pagam de acordo com o peso (R$ 65,90 o quilo). Para adoçar sem sair da dieta, tem torta de banana vegana feita com farinha integral (R$ 9,50 a fatia). Rua Fonte do Boi, 3B, Rio Vermelho,3027-5941 (100 lugares). 12h/15h. Aberto em 1988. $

3º lugar – Saúde na Panela

Publicidade

A casa prioriza insumos fornecidos por pequenos produtores e que sejam integrais. Os ingredientes são empregados nas cerca de trinta variedades de salada que colorem o bufê ao lado de pratos como a moqueca vegetariana de pupunha, a maxixada com leite de coco e a feijoada de tofu defumado com batata-doce e abóbora. Paga-se de acordo com o peso (R$ 69,00 o quilo). Aos domingos, é servido brunch. Rua das Hortênsias, 752, Pituba,3353-6788 (98 lugares). 11h30/15h e 17h/20h20 (sáb. 11h30/15h; dom. 11h/15h). Aberto em 1997. $$

Quer conhecer todos os campeões de VEJA COMER & BEBER? Clique aqui.

Publicidade