Clique e assine a partir de 9,90/mês

La France tem a melhor cozinha de peixes e frutos do mar de Fortaleza

Com clientela cativa, restaurante é eleito pelo júri VEJA COMER & BEBER o melhor da categoria em 2019

Por Mônica Santos - Atualizado em 7 dez 2019, 01h01 - Publicado em 7 dez 2019, 00h01

A chef e proprietária Zinda Carvalho é portuguesa de Bragança, porém não espere encontrar pratos lusitanos por aqui. Vez ou outra ela até oferece uns pasteizinhos de nata à clientela cativa, mas, veja só, eles são comprados de terceiros. Sua cozinha exibe fortes referências francesas — Zinda viveu em Paris e trabalhou em restaurantes por lá durante muito tempo antes de, no fim dos anos 80, mudar-se com o marido para a Praia de Caponga, a 60 quilômetros de Fortaleza. Com a chegada do filho e a demanda por mais infraestrutura, a família decidiu transferir-se para a capital. Nasceu assim, em 2000, o La France. Desde os primórdios, Zinda faz questão de priorizar os ingredientes frescos. Peixe mais usado em suas receitas, o sirigado é fornecido por uma colônia de pescadores quase que diariamente. “Eu os compro inteiros, mas eles preparam os filés de acordo com as demandas da casa”, explica a cozinheira. Ela também tem um produtor de confiança para entregar três vezes por semana as verduras e ervas orgânicas. De longe, conservado em caixas com gelo, vem somente o salmão chileno. Em posta alta, grelhado e servido ao molho de ervas mais limão, azeite e alho, o sirigado custa R$ 109,00, em porção para dois. O acompanhamento costuma ser escolhido pelo cliente e pode ser arroz branco ou de brócolis, salada mista ou um mix de legumes no vapor, por exemplo. O mesmo ocorre com o polvo à provençal (R$ 95,00), preparado com pimentões, cebola, azeitona e ervas. Outro prato famoso do endereço é a peixada, rica em legumes e que ganha sabor extra graças ao caldo feito com espinhas e cabeças de peixe. Ela é guarnecida de arroz e pirão, sai por R$ 111,00 e satisfaz até três paladares. Para adoçar, tem mil-folhas de morangos frescos ou de frutas vermelhas ao lado de calda de framboesa e sorvete de baunilha (R$ 22,00). Rua Silva Jatahy, 982, Meireles,3242-5095 (100 lugares). 11h30/15h30 e 18h30/0h (dom. até 17h). Aberto em 2000. $$

2º lugar – La Vilany

A cozinha comandada por Vilani Rodrigues expede entradas como o camarão ao alho e óleo (R$ 48,00). Para a sequência, é novidade o prato que reúne filé de dourado, camarão grelhado e duas caudas de lagosta. Com purê de macaxeira e arroz, custa R$ 122,00, para três pessoas. Rua Olga Barroso, 331, Mucuripe,3263-5056 e 98852-9460 (45 lugares). 11h/14h30 e 18h/22h (ter. só almoço; sáb. sem intervalo; dom. 11h/17h; fecha seg.). Aberto em 1993. $

3º lugar – Coco Bambu

Continua após a publicidade

A rede cearense ganhou fama Brasil afora graças aos fartos pratos com ingredientes do mar — em Fortaleza, essa é a especialidade da unidade na Avenida Beira Mar. Depois de uma porção de lula à dorée com molho tártaro (R$ 43,00), pode vir à mesa o peixe jeri, no qual o filé de corvina é refogado na manteiga da terra e coberto por molho à base de nata, tomate, vinho branco, coentro, cogumelo-deparis e alcaparra. Acompanhado de arroz de alho e purê de macaxeira, o prato para duas pessoas sai a R$ 133,00. Nos outros três endereços da capital cearense, o cardápio é variado e têm boa saída pastéis, pizzas e tapiocas. Os preços variam de uma unidade para outra. Avenida Beira Mar, 3698, Mucuripe, ☎ 3198-6000 (600 lugares). 11h30/15h e 17h/0h (sex. e sáb. sem intervalo até 1h; dom. sem intervalo até 0h); Rua Canuto de Aguiar, 1317, Meireles, ☎ 3242-7557 (670 lugares). 11h/0h (sex. e sáb. até 1h). Mais dois endereços. Aberto em 2001. $$$

Quer conhecer todos os campeões e o roteiro completo de VEJA COMER & BEBER Fortaleza 2019? Clique aqui.

Publicidade