Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

As melhores sorveterias de Cuibá segundo VEJA COMER & BEBER 2019

A lista inclui ainda dois bons endereços para tomar sucos refrescantes

Por Ana Flávia Corrêa, Iracy Paulina, Lidiane Barros, Luly Zonta, Maria Clara Cabral, Mariani Campos, Rodrigo Meloni e Rodivalho Ribeiro Atualizado em 22 Maio 2019, 13h13 - Publicado em 18 Maio 2019, 23h58

Alaska Sorveteria

Essa rede fundada em 1981 faz parte da história de muitas famílias cuiabanas. Com o passar do tempo, algumas coisas mudaram, surgiram novos sabores e hoje a marca já coleciona 56 opções de sorvete. Entre os gelados alinhados no bufê self-service, fazem sucesso o de chocolate belga, o de paçoca e o de creme. Outros hits entre a clientela são o gelado de leite Ninho com Nutella e o de açaí. O quilo do sorvete custa R$ 64,90 e os clientes podem escolher entre cascão e copinho. Outra opção é pedir o petit gâteau escoltado por uma bola de sorvete de creme (R$ 19,00). Rua Alziro Zarur, 148, Boa Esperança, 3627-2767 (78 lugares).  12h/23h. Aberto em 1981. Aqui tem iFood.

Chiquinho Sorvetes

De origem mineira, a rede chegou a Cuiabá em 2016 pelas mãos de Marcelo de Castro Carvalho e já funciona em dois endereços, o mais recente deles fica no Shopping Estação. A especialidade é o sorvete do tipo soft, vendido na casquinha (R$ 3,00). Na versão trufada com Nutella, doce de leite ou Ovomaltine, a pedida sai a R$ 6,00. Queridinho da clientela, o shake mix tem 330 mililitros de sorvete batido com complementos – doce de leite e Negresco, por exemplo – e o copo custa R$ 13,00. Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 1805, Bosque da Saúde, 3056-1800. (43 lugares). 11h30/23h30 (sex. e sáb. até 0h; fecha dom.); Shopping Estação, não tem telefone. 10h/22h. Aberto em 2016.

Cremutty

O diferencial da marca é a produção própria, que prioriza ingredientes naturais e exclui gordura hidrogenada das preparações. O resultado pode ser conferido em picolés como o de coco verde, o de flocos, o de milho-verde e o de bocaiúva, fruta símbolo do cerrado mato-grossense. Cada um dos picolés é vendido a R$ 3,00 (exceto as versões diet, que custam R$ 5,00). Em massa, os gelados são vendidos a R$ 51,90 o quilo e têm cerca de quarenta sabores, entre eles morango, chocolate e iogurte com damasco. Avenida das Palmeiras, 32, Jardim Imperial, 3621-1333 (50 lugares). 14h/22h30 (sáb. e dom. a partir das 11h). Aberto em 2011.

Delos Gelateria

Uma das primeiras sorveterias cuiabanas a apostar na tradição italiana dos gelatos tem mais de cem sabores em seu repertório de receitas, oferecidas de forma rotativa. Diariamente, as cubas são preenchidas com vinte versões. Além dos tradicionais, há sorvetes como o caprese, feito de leite de búfala com cobertura de doce de tomate, o heladero, à base de doce de leite argentino, e o raffaello, elaborado com chocolate branco, coco e castanha. Os clientes escolhem entre quatro tamanhos de copinho: pequeno (R$ 9,00), médio (R$ 11,00), grande (R$ 16,00) ou maxi (R$ 29,00). Shopping Estação, 99925-0581. 10h/22h; Aeroporto Internacional de Várzea Grande, 3614-2612. 9h/21h. Aberto em 2011.

D’Kilo

Os gelados oferecidos em sistema self-service são vendidos por quilo. Geralmente, mais de cinquenta sabores estão disponíveis para quem quiser prová-los pagando pelo peso ou casquinha (R$ 5,00 com uma bola) ou no cascão (R$ 10,00, duas bolas). Uma das novidades é a versão de café, que divide espaço com a de iogurte grego, a de paçoca e a de creme de avelã. Os potes de sorvete de um litro custam R$ 29,90. A casa também prepara bolos de sorvete, a exemplo do floresta negra (R$ 41,90 o quilo). Avenida Senador Filinto Müller, 1678, Centro Norte, 3682-7269. (50 lugares). 10h/23h30 (dom. e feriados a partir das 13h). Aberto em 1995.

La Gelari

Inspirada na tradição italiana da produção de gelatos, a marca de Renato Nastari produz sorvetes a partir de ingredientes naturais, sem adição conservantes ou corantes. Entre os sabores mais procurados pela clientela estão o de leite Ninho e iogurte com amarena (R$ 94,00 o quilo). A casquinha e o cascão também são de produção própria. Entre as taças, a campeã de vendas é a de creme de papaia com licor de cassis (R$ 26,00), mas novidades recentes também atraem a atenção da clientela, caso da que reúne quatro sabores de sorvete (chocolate, cookies, creme e iogurte; R$ 14,00). Quem pedir o petit gâteau recebe o bolinho acompanhado de duas bolas de sorvete (R$ 26,00). Avenida Isaac Póvoas, 906, centro, 2129-3129 (60 lugares). 14h/20h (sáb. e dom. 13h/22h; fecha seg.).

Continua após a publicidade

Matteo Gelato Criativo (campeã de 2019)

A sorveteria de Allan Dias Velasque está em expansão: além da loja inaugurada em outubro no Shopping Estação, há uma filial em fase de testes em Brasília e planos ainda mais ambiciosos, como levar os gelados da marca para Portugal e Estados Unidos. Por aqui, nos dois endereços, encontram-se de doze a dezoito sabores preparados diariamente — a oferta é anunciada em uma lousa sobre o freezer. Disputam a preferência do público combinações como doce de leite com frutas vermelhas e maracujá com anis-estrelado, entre outras. Na casquinha ou no copo, uma bola sai por R$ 8,00 e duas, por R$ 12,00. Rua 24 de Outubro, 566, Centro Norte, ☎ 99608-8420 (72 lugares). 14h/22h (dom. até 21h; fecha seg.); Shopping Estação. Não tem telefone. 12h/22h. Aberto em 2017.

Mi Paleteria

A especialidade aqui são as paletas O casal Yuli e Osvane Ramos, haviam acabado de retornar de uma viagem ao México, quando começaram a produzir os picolés típicos. Além das receitas, o país de Frida Kahlo também inspira a decoração, com itens como chapéus  e caveiras do Día de los Muertos espalhados pelo ambiente. Uma das mais pedidas, a paleta de morango com leite condensado custa R$ 8,00 e a de creme com Nutella sai a R$ 9,00. Rua Marechal Floriano Peixoto, Quilombo, 3023-7373. (24 lugares). 12h/19h (sáb. e dom. até 20h). Aberto em 2014.

Nevaska

A sorveteria que já foi batizada de Seror e Antártida foi fundada pelo libanês Miguel Seror. Desde 2001, chama-se Nevaska. Nas mesas disputadas, a clientela prova alguns dos 51 sabores disponíveis na casa. Sempre há novas opções, como o gelado de milho-verde, o de laranja e uma das novidades mais recentes, que combina doce de leite, queijo e goiaba, que podem ser servidas em casquinha (R$ 6,00) ou cascão (R$ 8,00). Outra sugestão é a banana split (R$ 27,10), que pode ser compartilhada em até três pessoas. Rua Barão de Melgaço, 2169, Centro Sul, 3622-1550 (50 lugares). 13h/23h (sáb. e dom. a partir de 14h). Várzea Grande Shopping. 10h/22h. Aberto em 2001.

SUCOS

Frutaria Marília

São mais de cem as opções de sucos, que podem ser complementados com água de coco, sorvete, laranja ou leite. Para quem gosta de suco verde, a receita do proprietário Simão de Oliveira leva salsinha, couve, limão, ginseng e abacaxi (R$ 11,50; 500 mililitros). Recomendado para os dias de ressaca, a bebida tacurano, é preparada com açaí, leite, guaraná em pó, ginseng, catuaba e banana (R$ 12,50; 500 mililitros). Para acompanhar, pastéis de carne, frango ou queijo custam R$ 7,50 a unidade. Rua Papa João XXIII, 784, Poção,  ☎ 3623-2759 e 2136-6260 (50 lugares). 6h30/22h (fecha dom.); Avenida Beira Rio, Orla do Porto, Porto, não tem telefone (128 lugares). 15h/23h. Aberto em 1982.

Perpitola

No ano em que completa três décadas de funcionamento, a rede tem quatro lojas em Cuiabá e uma em Rondonópolis. A pioneira, instalada no Shopping Goiabeiras, segue recebendo a clientela, que chega para provar um dos 64 sucos do cardápio. O cremoso de frutas vermelhas, por exemplo, leva morango, framboesa, amora e creme (R$ 13,30; 500 mililitros). Outro campeão de vendas é o de frutas cítricas, preparado com hortelã, morango, laranja e framboesa (R$ 15,30; 500 mililitros). O sanduíche natural mais pedido é feito no pão árabe com peito de peru, queijo minas, maionese, alface e tomate (R$ 15,50). Shopping Goiabeiras, ☎ 3623-3373. 10h/22h; Rua Brigadeiro Eduardo Gomes, Popular, 3624-7873 (36 lugares). 8h/22h30 (fecha dom.). Mais dois endereços. Aberto desde 1989.

(Preços apurados entre abril e maio de 2019).

Veja também: Tudo sobre Veja Comer & Beber Cuiabá 2019

Continua após a publicidade
Publicidade