Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A melhor pizza de Belo Horizonte é do Domenico Pizzeria Trattoria

Massa fermentada sem pressa e coberturas que fogem do trivial estão entre os atributos da casa campeã

Domenico Cardamuro é um italiano nascido nos arredores de Nápoles, criado em Milão e que, há dezoito anos, escolheu Belo Horizonte para fincar raízes. Em sua pizzaria, ele busca apresentar aos clientes sabores e paisagens de sua terra natal. Instalado em um charmoso casarão tombado, com paredes pintadas de verde e telhado com vigas aparentes, o restaurante é decorado com fotos de várias localidades da Itália. Tais lugares batizam ainda as redondas consagradas pelo júri. A caserta leva molho de tomate, mussarela de búfala, tomate seco, basílico e rúcula (R$ 64,00), enquanto a alba reúne mussarela de búfala, gorgonzola, brie e parmesão além de mel trufado e gergelim (R$ 68,00). Sob as coberturas vai uma massa fermentada em três etapas, por um período de 24 horas, que é manualmente aberta em formato de disco antes de ser assada nos fornos a lenha. À espera da pizza, dá para enganar a fome com a bruschetta de linguiça no vinho mais parmesão (R$ 41,00), que vai bem ao lado do chope Heineken (R$ 8,50, 300 mililitros) — para brindar, há ainda 150 rótulos de vinho e outros 140 de uísque. E, como a ideia é fugir do trivial, o arremate pode ficar por conta da lasanha doce, sobremesa que combina camadas de massa crocante, mascarpone e Nutella e é servida com calda de laranja, avelãs e sorvete de pistache (R$ 29,00). Rua Cláudio Manoel, 583, Funcionários,2516-2969 (150 lugares). 18h30/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. 12h/15h30 e 18h/23h). Aberto em 2010. $$

2º lugar: Barolio

Após permanecer por oito anos na região da Pampulha, o restaurante mudou para Nova Lima em 2018. O cardápio foi reformulado e agora aposta na pizza tradicional napolitana. A redonda é feita com farinha italiana importada, em porção individual e massa de longa fermentação. A versão clássica, que leva molho de tomate pelati italiano, manjericão, parmesão e mussarela de búfala artesanal custa R$ 48,00 e pode ser acompanhada pela cerveja Capitão Senra (R$ 21,00 a garrafa). Para adoçar a refeição, há pizza de Nutella com amêndoas laminadas (R$ 36,00). Alameda Oscar Niemeyer, 1.033, loja 4, Vila da Serra, Nova Lima,3786-1359 (70 lugares). 18h/23h30 (sex. até 0h; sáb, 12h/0h; dom. 12h/22h; fecha seg). Aberto em 2010. $$$

3º lugar: Olegário

São mais de trinta versões de pizza, todas com massa fina e crocante. Uma das sugestões de cobertura mistura carne de sol desfiada, cebola-roxa, queijos Catupiry e do Serro (R$ 71,00), outra é a tradicional margherita com mussarela especial (R$ 68,00). O restaurante tem uma importadora própria de vinhos, o que torna os preços mais atrativos. Avenida Olegário Maciel, 1748, Lourdes,3337-4446 (180 lugares). 12h/15h e 18h/0h (sáb., dom. e feriados almoço até 16h e jantar até 0h30); Rua Lavras, 150, São Pedro, 3317-2020 (144 lugares). 6h/0h30. Mais dois endereços. Aberto em 2004. $$