Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite mantém Willian, mas diz: ‘Daqui a pouco precisarei do Liedson’

Enquanto os principais jogadores do Corinthians estavam no Equador para o jogo de ida contra o Emelec, pelas oitavas de final da Libertadores, Liedson trabalhava no CT Joaquim Grava buscando aprimorar a forma física e consequentemente realçar sua qualidade técnica. Tite manifesta apoio ao camisa 9, que já se diz ‘muito melhor’, mas continuará improvisando Willian como centroavante na partida de volta.

‘O Willian é o goleador da equipe no ano, junto com o Emerson e o Danilo’, foi a justificativa apresentada pelo comandante, que faz de tudo para apoiar quem fica no banco de reservas. ‘Quando opções acontecem, não são em detrimento de alguém. É para premiar o bom trabalho do outro. Daqui a pouco vou precisar do Liedson, do Julio (Cesar)…’.

Julio Cesar e Liedson foram as maiores vítimas da eliminação no Campeonato Paulista. Enquanto o goleiro foi sacado por novamente falhar em um compromisso decisivo, o atacante pagou por ter passado o torneio todo sem render como na temporada anterior.

O Levezinho ostentava a titularidade desde o início de 2011, quando retornou ao Brasil após sete temporadas no Sporting, de Portugal. Como não foi relacionado e sequer foi opção na semana passada, ele se prepara para experimentar a sensação de sentar no banco de reservas pela segunda vez nesta passagem pelo Corinthians: a outra foi no Brasileirão, contra o Ceará, quando se recuperava de cirurgia no joelho esquerdo.Adriano, Elton e Bill não conseguiram tomar a vaga, mas Willian convenceu por estar apresentando ótimo rendimento nas finalizações. Os cinco gols que deixam o camisa 7 empatado com Danilo e Emerson na temporada foram marcados com ele atuando mais longe da área, com liberdade para flutuar pelos lados.

Na ida contra o Emelec, o Corinthians pouco agrediu e o ‘novo centroavante’ ficou preso entre os zagueiros. Mesmo assim, se manteve em alta com o treinador. ‘O Willian, mesmo sem o número de jogos do Emerson e do Danilo, é um dos goleadores. Tenho que olhar o melhor momento. O torcedor deve entender isso’, explicou Tite, que propôs até atividade específica para o jogador nessa segunda-feira, com repetição de jogadas de pivô.

Como Jorge Henrique foi expulso em Guaiaquil, Tite tinha a possibilidade de devolver a Willian a missão de imprimir velocidade pelos flancos e recolocar Liedson no comando do ataque, mas preferiu acrescentar o meia Alex no time. ‘A ideia é manter a coordenação de movimentos, com o Alex no lugar do Jorge e o Willian na função de centroavante’.