Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sutil pega 18 meses de prisão em regime condicional

Por Da Redação - 31 jan 2012, 09h04

Por AE-AP

Munique – O alemão Adrian Sutil, que correu pela Force India na temporada passada da Fórmula 1, foi condenado nesta terça-feira a 18 meses de prisão, em regime de liberdade condicional, após ser acusado de ter agredido e ferido com um copo um proprietário de uma equipe da categoria, no ano passado, em uma boate na China. Para completar, o piloto terá de pagar uma multa de 200 mil euros.

O julgamento, realizado em um tribunal distrital de Munique, começou na última segunda-feira e os procuradores haviam pedido por uma sentença de 21 meses de prisão ao alemão, que acabou ficando sem equipe para correr na F1 de 2012 depois de cinco temporadas pela Force India. Ele foi substituído na escuderia pelo seu compatriota Nico Hulkenberg.

Sutil foi condenado depois de ter sido acusado de provocar graves lesões corporais a Eric Lux, um dos donos da equipe Lotus, que até o ano passado utilizava o nome Renault na Fórmula 1. O fato ocorreu em uma festa realizada em Xangai, no dia 17 de abril, após o inglês Lewis Hamilton vencer o GP da China.

Continua após a publicidade

Lux precisou levar mais de 20 pontos no pescoço por conta do incidente e Sutil disse que “tentou de tudo” para evitar que o problema fosse resolvido fora dos tribunais. O piloto afirmou que ofereceu “dezenas de milhões” e também uma doação para uma instituição de caridade, o que foi recusado por Lux. “Eu estou terrivelmente arrependido. Eu nunca quis que acontecesse o que aconteceu lá (na China)”, disse o piloto, na última segunda-feira, primeiro dia do seu julgamento.

Sutil ainda afirmou, no ano passado, que na ocasião da festa realizada em abril, na China, ele só queria derramar sua bebida em Lux, e que a lesão causada foi completamente “semintenção e acidental”. Porém, os seus argumentos não foram aceitos pelo tribunal de Munique.

Publicidade