Clique e assine a partir de 9,90/mês

Santos e DIS devem se reunir para discutir futuro de Ganso na quarta

Por Da Redação - 9 jul 2012, 21h03

A situação do meia Paulo Henrique Ganso no Santos pode ter um capítulo decisivo na próxima quarta-feira. Isto porque esse dia deve marcar uma reunião entre dirigentes do clube e representantes do grupo Sondas, através do DIS, braço esportivo da empresa, para discutir o futuro do camisa 10 do Peixe. Em pauta, a possibilidade de um acerto entre as duas partes para a saída de Ganso da Vila Belmiro.

De acordo com pessoas ligadas ao ‘maestro’ santista, Paulo Henrique Ganso teria ficado desapontado com o rumo de sua última conversa com a diretoria, para uma reforma contratual. O jogador destacou não ter ficado satisfeito com a proposta alvinegra, o que gerou uma resposta dura do presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, em entrevista ao Jornal ‘A Tribuna’, de Santos, dando as negociações por encerradas.

Sendo assim, o grupo DIS pretende comprar os 45% dos direitos econômicos de Ganso presos ao Santos para repassá-lo a outra equipe – a empresa é dona dos 55% restantes. O Internacional já entrou em contato com representantes do investidor e esperam um posicionamento do Sondas a respeito. Mas uma transferência do meia para o futebol europeu também é tratada como uma forte possibilidade nos bastidores.

Entretanto, no lado do Peixe, a versão é diferente. A direção santista não confirma o encontro com pessoas ligadas ao DIS para discutir uma hipotética transferência de Paulo Henrique Ganso. Segundo Laor, que prefere não dar entrevistas para não aumentar os rumores acerca do assunto, um pronunciamento definitivo sobre o tema deve ocorrer na quarta, após reunião com o comitê de gestão alvinegro.

Continua após a publicidade

Ganso, que não atuou na vitória por 4 a 2 sobre o Grêmio, no último domingo, poupado por questões físicas pelo técnico Muricy Ramalho – versão do clube e confirmada pelo treinador -, se apresentou a Seleção Brasileira nesta segunda, no Rio de Janeiro. O meia armador está à disposição do técnico canarinho, Mano Menezes, para o período de preparação dos brasileiros visando a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres (Inglaterra).

Publicidade