Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rubinho pilota pela primeira vez um carro da Indy e nega acerto

Após pilotar o novo carro da KV, da Fórmula Indy, nesta segunda-feira, na cidade de Sebring (EUA), Rubens Barrichello se mostrou muito bem no testes, ficando apenas 0s14 atrás de seu compatriota Tony Kanaan. O brasileiro se adaptou de forma rápida à categoria norte-americana.

‘Eu completei apenas algumas poucas voltas, mas não me pareceu diferente ou estranho. Não é bom ir muito longe nesse momento, os motores são diferentes do que eu estou acostumado, mas os freios de carbono e coisas como mudar a marcha na mão são algo que eu já conhecia. No geral, é uma mudança interessante para mim. Por agora, eu só estou vendo como tudo isso se comporta’, disse Rubinho.

Jimmy Vasser, dono da equipe, ficou impressionado com o bom desempenho de Barrichello e deixou o futuro do piloto em aberto: ‘Ele está aqui para dois dias de treinos e acho que já podemos dizer que vamos aprender muito com ele sobre acerto e tudo mais. Você pode perceber que aqui será o lugar dele’.

Logo depois de completar o primeiro dia de testes em Sebring, o brasileiro mais uma vez negou que tenha acertado para correr na Indy nesta temporada. Ruben disse que os testes só ocorreram pelo convite de seu amigo Tony Kanaan e são para ajudar no desenvolvimento da equipe.

‘Eu vim aqui como um convite do meu irmão, Tony, e estou aproveitando esse tempo com ele na pista e com o carro novo. Mas, por enquanto, estou aqui apenas para ajudar o time e me divertir. Eu não tenho ideia de onde podemos chegar, nada’, relatou à agência de notícias AP.

Apesar de negar o acerto, Rubinho já declarou ao jornal O Estado de S. Paulo, no último fim de semana, que não descarta correr na categoria. ‘Eu sempre quis testar um carro da Indy. Eu amo velocidade, então é natural que eu tente. Como não tenho contrato com ninguém, nada pode me impedir de testar’, disse. ‘Eu estou indo para esse teste com a mente aberta. Se eu sentir a mesma paixão que sempre tive como piloto, então por que não? Eu amo correr’, finalizou.